Após indicar aposentadoria, Bisping sugere luta contra Daniel Cormier

Bisping revelou que foi 'desafiado' pelo atual campeão dos meio-pesados, fato que o motivou a continuar lutando

Bisping quer enfrentar Cormier no próximo ano (Foto: Reprodução/Facebook UFC)

Bisping quer enfrentar Cormier no próximo ano (Foto: Reprodução/Facebook UFC)

Após dizer que poderia se aposentar depois do duelo contra Georges St. Pierre no UFC 217, em novembro, quando colocará o cinturão dos médios em jogo, Michael Bisping parece ter novos planos para sua carreira. Embora trabalhe junto com Daniel Cormier durante as transmissões dos eventos do Ultimate, o inglês revelou que foi “desafiado” pelo atual campeão dos meio-pesados, fato que teria o motivado a continuar lutando no octógono.

Veja Também

Bisping provoca Rockhold: ‘Não quer nem falar meu nome’
Bisping relembra treinos com St. Pierre: ‘Ele é uma fraude’
Bisping admite que pode se aposentar após luta contra St. Pierre

“Eu estava trabalhando com o Daniel Cormier no fim de semana e ele ficou falando o tempo todo: ‘Michael, eu quero lutar com você agora. Quero lutar com você’. No ar, fora do ar, no hotel, constantemente. Ele dizendo: ‘Michael, eu vou te quebrar em menos de cinco minutos’. Cara, você está maluco? Você realmente acredita nisso?”(…) Eu não sei se ele está brincando ou se ele está falando sério. Mas se for sério, eu luto com ele na próxima mesmo dizendo na semana passada que iria me aposentar. Eu lutaria com Daniel Cormier porque essa seria uma grande luta. DC é um cara legal, ele é hilário, tremendo de um lutador e ele parece estar mirando uma luta comigo. Então, DC, se você está falando sério, o que eu meio que acho que está, então sim. Apenas para irritar a todos, eu voltaria a lutar com alguém que não é da divisão dos médios. Costumava lutar nos 93 kg, Dan. Então cuidado com os seus desejos”, declarou o lutador, durante participação no podcast ‘Believe On You’.

Michael Bisping, de 38 anos, conquistou o cinturão da categoria dos médios ao nocautear Luke Rockhold no UFC 199, em junho de 2016. De lá para cá, atuou apenas uma vez, quando defendeu o título contra Dan Henderson no UFC 204, em outubro passado. Ao todo, são 20 resultados positivos e sete negativos na organização

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments