UFC Norfolk: Marlon Moraes bate Dodson e ‘salva’ brasileiros no card preliminar

Marlon Moraes superou Dodson na decisão, enquanto Marcel Fortuna e Sucuri perderam para Collier e Tatiana Suarez

Marlon (dir) venceu a primeira no UFC (Foto: Reprodução/Instagram UFCBrasil)

Marlon (dir) venceu a primeira no UFC (Foto: Reprodução/Instagram UFCBrasil)

A porção preliminar do UFC Norfolk, disputado na noite deste sábado (11), no estado de Virgínia, nos Estados Unidos, contou com a participação de três brasileiros, mas apenas um saiu do octógono com o braço levantado. Em duelo bastante movimentado e equilibrado, Marlon Moraes derrotou John Dodson na decisão dividida dos juízes, enquanto Marcel Fortuna e Viviane Sucuri perderam por pontos para Jake Collier e Tatiana Suarez, respectivamente.

Veja Também

UFC Norfolk: Dustin Poirier nocauteia Anthony Pettis em batalha sangrenta
Vitórias de Raphael Assunção e Mutante marcam porção principal do UFC Norfolk

Nas outras quatro lutas, destaques pare o estreante Karl Roberson, que finalizou Darren Stewart no primeiro round, a promessa Sage Northtcutt, que bateu Michel Quiñones e voltou a vencer após quase um ano inativo, e Nina Ansaroff, namorada da campeã peso galo Amanda Nunes, que derrotou Angela Hill.

Marlon Moraes supera Dodson e vence a primeira no UFC

No duelo que fechou o card preliminar, melhor para o brasileiro peso galo Marlon Moraes, que conseguiu sua primeira vitória no octógono do UFC ao derrotar John Dodson na decisão dividida dos juízes (30×27, 27×30, 30×27),, em combate bastante equilibrado. O carioca de Nova Friburgo se recupera da derrota diante de Raphael Assunção, em junho passado, em sua estreia na casa, enquanto o ex-desafiante do peso mosca perdeu a segunda em quatro lutas desde que subiu de categoria. Após a vitória, ainda no octógono, Marlon pediu para substituir o lesionado Dominick Cruz no duelo contra Jimmie Rivera no UFC 219, dia 30 de dezembro, em Las Vegas (EUA).

Marlon iniciou o confronto mais agressivo, usando bons chutes baixos, buscando minar a movimentação do rival. Dodson respondeu com um forte golpe de esquerda, que levou o brasileiro a knockdown. O brasileiro se recuperou bem e voltou a investir nos chutes, mas errou um dos golpes e pegou em cheio nos “países baixos” do americano, que precisou de mais de um minuto para se recuperar. Na volta, os dois passaram a se estudar mais, com Moraes tomando a iniciativa dos golpes e Dodson respondendo no contragolpe.

Os dois lutadores voltaram buscando a trocação franca logo nos segundos iniciais da segunda etapa, com vantagem para Marlon, que conectou um bom cruzado de direita, seguida de um chute na linha de cintura. Dodson, como de costume, seguia circulando pelo octógono, até surpreender ao tentar uma queda, sem sucesso. Marlon tentou um chute alto, faz teve a perna bloqueada e foi levado ao chão, onde ficou por pouco tempo. No centro do octógono, Moraes acertou um bom chute alto rodado, que parou no ombro do rival. Faltando 30 segundos, Marlon foi para as penas e quedou, mas não conseguiu trabalhar por cima.

O último e decisivo round começou mais cauteloso que os iniciais, com muito estudo e pouca ação dos lutadores. Marlon conectou um bom jab no americano, que tentava surpreender com cruzados de esquerda. Dodson acertou um bom chute na linha de cintura do brasileiro, que respondeu com um direto de esquerda. Marlon foi para as penas de Dodson em busca da queda, mas não obteve sucesso. No segundo final, Dodson também entrou em queda, deixando o pescoço para Marlon, que rapidamente encaixou uma justíssima guilhotina, porém o gongo final apitou logo na sequência.

Tatiana Suarez domina Viviane Sucuri do início ao fim

Sucuri (dir) perdeu sua invencibilidade no MMA (Foto: Reprodução/CombatePlay)

Sucuri (dir) perdeu sua invencibilidade no MMA (Foto: Reprodução/CombatePlay)

Chegou ao fim a invencibilidade da peso palha Viviane Sucuri. Completa dominada durante os 15 minutos de luta, a brasileira não foi párea para o jogo de quedas da também invicta Tatiana Suarez, que venceu na decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 30×26). Campeã do TUF 23, a americana, que não lutava desde julho de 2016, venceu sua segunda luta na casa, a quinta como profissional. Sucuri, que já soma dois triunfos na franquia, perdeu pela primeira vez em 14 combates.

Bem maior fisicamente, Suarez começou o combate investindo nos chutes baixos. Ao tentar levar a luta para o solo, a americana acabou deixando o pescoço exposto para Sucuri, que tentou encaixar a guilhotina, sem sucesso. Tatiana quedou e caiu por cima, tendo um bom controle posicional. Suarez fez boa transição e foi para as costas, fechando o cadeado na linha de cintura. Viviane, no entanto, conseguiu se livrar da posição nos segundos finais.

Tatiana voltou para a segunda etapa determinada a levar o duelo para o chão. E não demorou muito para obter sucesso. Caindo por cima da brasileira, na meia-guarda, Suarez raspou e foi para a montada, onde passou a desferir bons golpes. Sucuri conseguiu sair da posição, mas ficou presa junto à grade, sem conseguir mostrar poder de reação. O cenário se repetiu até o gongo soar.

Ciente da desvantagem nos rounds iniciais, Sucuri voltou cercando a rival pelo octógono, porém sem efetividade. Suarez, mais uma vez, tratou de levar a brasileira para o chão, caindo na posição de 100kg. A americana buscava algumas transições, sempre fazendo uso do seu bom controle posicional por cima. Tatiana controlou a luta até o fim, com pouca contundência.

Com atuação segura, Sage Northcutt derrota Quiñones por pontos

Sage venceu a quarta em seis lutas no Ultimate (Foto:Reprodução/Facebook SageNorthcutt)

Sage venceu a quarta em seis lutas no Ultimate (Foto:Reprodução/Facebook SageNorthcutt)

Considerado uma das principais promessas do UFC, o peso leve Sage Northcutt fez as pazes com a vitória ao dominar Michel Quiñones durante os três rounds, saindo com a vitória por decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 30×27). O triunfo serve de recuperação para ‘Super’, que havia sido finalizado por Mickey Gall em dezembro de 2016. Agora, Sage, de apenas 21 anos, fica com o cartel 4-2 no Ultimate, enquanto ‘El Capo’ perdeu suas duas lutas na organização.

Namorada de Amanda Nunes, Nina Ansaroff vence Angela Hill

Nina (dir) bateu Hill por pontos (Foto: Reprodução/Twitter UFCEspanol)

Nina (dir) bateu Hill por pontos (Foto: Reprodução/Twitter UFCEspanol)

Na primeira luta feminina da noite, a peso palha Nina Ansaroff, namorada da campeã peso galo Amanda Nunes, foi superior a Angela Hill e saiu vitoriosa na decisão unânime dos juízes (29×28, 29×28, 29×28), emplacando o segundo bom resultado em sequência, após perder as duas primeiras lutas realizadas na franquia. Ex-campeã do Invicta, Hill segue sem convencer no Ultimate, com apenas um triunfo em três lutas nessa segunda passagem, números idênticos ao de sua primeira participação na casa, em 2015.

Sean Strickland supera Court McGee na decisão unânime

Strickland (dir) derrotou McGee (esq) na decisão (Foto: Reprodução/CombatePlay)

Strickland (dir) derrotou McGee (esq) na decisão (Foto: Reprodução/CombatePlay)

Com resultados negativos em suas lutas mais recentes, Court McGee e Sean Strickland entraram no octógono em busca de recuperação. E quem levou a melhor foi ’Tarzar’ que venceu na decisão unânime dos juízes (30×27, 29×28, 29×28), se recuperando da derrota diante de Kamaru Usman, em abril passado, e somando seu sexto triunfo em oito lutas na casa. Campeão do TUF 11, McGee perdeu pela terceira vez nas últimas quatro lutas, ficando em situação delicada. Ao todo, são sete vitórias e seis derrotas no UFC.

Curiosamente, o resultado foi anunciado como empate majoritário por Bruce Buffer, em virtude de um erro na contagem dos pontos. Minutos depois, após os dois lutadores deixarem o octógono, a vitória de Strickland foi confirmada.

Em luta equilibrada, Jake Collier bate Marcel Fortuna por pontos

Fortuna (dir) perdeu para Collier (esq) (Foto: Reprodução/CombatePlay)

Fortuna (dir) perdeu para Collier (esq) (Foto: Reprodução/CombatePlay)

Primeiro brasileiro a entrar em ação neste sábado, o meio-pesado Marcel Fortuna não conseguiu impor seu jogo de quedas contra Jake Collier e foi derrotado na decisão unânime dos juízes (30×27, 29×28, 29×28). ‘Mãozinha’, que estreou no Ultimate em fevereiro deste ano, com vitória por nocaute (como peso pesado), sofreu o segundo revés em três lutas na companhia, enquanto o norte-americano triunfou pela terceira vez em seis lutas.

O duelo começou com os dois lutadores trocando bons golpes no centro do octógono, com Fortuna acertando bons golpes no rival, que tentava responder com chutes rodados na linha de cintura. Collier começou a crescer na troca de golpes, fazendo com que o brasileiro buscasse a queda, mas sem sucesso. Em pé, Fortuna acertou um belo golpe rodado de direita em Jake, que absorveu bem e respondeu com um forte direto, fazendo Marcel recuar. O combate seguiu movimentado até o fim do round, porém sem grandes momentos.

Logo no primeiro minuto da segunda etapa, Marcel tratou de buscar a queda e foi para as costas de Jake, que conseguiu se desvencilhar da posição. Com os dois lutadores no centro do octógono, o americano seguia insistindo nos chutes rodados na linha de cintura, obtendo sucesso em uma das tentativas. Collier passou a caçar Fortuna pelo octógono, pressionando com golpes em linha reta. O brasileiro surpreendeu e levou a luta para o solo, caindo por cima, porém foi raspado e ficou por baixo do americano, que terminou o round acertando uma boa cotovelada.

Collier voltou para o terceiro assalto mais agressivo, acertando um bom chute alto seguido de um forte cruzado de direita. Aparentemente mais cansado, Fortuna tentou buscar a queda, mas caiu novamente por baixo – Jake, no entanto, não quis lutar no chão e deixou o brasileiro levantar. Sem conseguiu levar a luta para o solo, Marcel surpreendeu ao acertar um forte cruzado de direita, que balançou o rival. Collier, então, revidou com um forte chute alto de esquerda, que parou na guarda. Nos segundos finais, foi o americano que tentou quedar, mas sem sucesso.

Karl Roberson estreia finalizando Darren Stewart no R1 

Roberson finalizou Stewart no R1 (Foto: Reprodução/Instagram UFCBrasil)

Roberson finalizou Stewart no R1 (Foto: Reprodução/Instagram UFCBrasil)

Karl Roberson estreou com o pé direito no UFC. Na primeira luta da noite, o peso médio de 27 anos não deu chances para Darren Stewart, finalizando o rival com um mata-leão aos 3m41s do primeiro round. Essa foi sexta vitória da carreira de Roberson, que tem um cartel com 100% de aproveitamento. Stewart, por sua vez, fica em situação complicada após não obter nenhum triunfo em três lutas na organização. Após estrear como meio-pesado em uma luta sem resultado diante Francimar Bodão, o inglês perdeu a revanche para o brasileiro.

Resultados do UFC Norfolk 

CARD PRINCIPAL 

Peso leve: Dustin Poirier derrotou Anthony Pettis por nocaute técnico aos 2m08s do R3

Peso meio-médio: Matt Brown derrotou Diego Sanchez por nocaute aos do R1

Peso pesado: Andrei Arlovski derrotou Junior Albini por decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 29×28)

Peso médio: Cezar Mutante derrotou Nate Marquardt por decisão dividida dos juízes (29×28, 28×29, 29×28)

Peso galo: Raphael Assunção derrotou Matthew Lopez por nocaute técnico aos 1m50s do R3

Peso leve: Clay Guida derrotou Joe Lauzon por nocaute técnico aos 1m07s do R1

CARD PRELIMINAR 

Peso galo: Marlon Moraes derrotou John Dodson por decisão dividida das juízes (27×30, 30×27, 30×27)

Peso palha: Tatiana Suarez derrotou Viviane Sucuri por decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 30×26)

Peso leve: Sage Northcutt derrotou Michel Quiñones por decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 30×27)

Peso palha: Nina Ansaroff derrotou Angela Hill por decisão unânime dos juízes (29×28, 29×28, 29×28)

Peso meio-médio: Sean Strickland derrotou Court McGee por decisão unânime dos juízes (30×27, 29×28, 29×28)

Peso meio-pesado: Jake Collier derrotou Marcel Fortuna por decisão unânime dos juízes (30×27, 29×28, 29×28)

Peso médio: Karl Roberson derrotou Darren Stewart por finalização (mata-leão) aos 3m41s do R1

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments