UFC Winnipeg: Erick Silva perde e ‘Segurança de Neymar’ brilha no card preliminar

Brasileiro foi dominado por Jordan Mein e pode ser demitido. Nordine Taleb nocauteou Daniel Roberts em 59 segundos

E. Silva (esq) não resistiu à pressão de J. Mein (dir) (Foto: Reprodução Facebook ufc)

E. Silva (esq) não resistiu à pressão de J. Mein (dir) (Foto: Reprodução Facebook ufc)

Erick Silva não resistiu à pressão do canadense Jordan Mein e acabou sofrendo sua quarta derrota em cinco lutas na porção preliminar do UFC Winnipeg, evento realizado na noite deste sábado (16). Abrindo a noite de lutas, o brasileiro teve mais uma atuação fraca e, com sua sequência de reveses se estendendo, fica com seu lugar em risco dentro da organização. A decisão a favor de Mein veio com um dos juízes laterais marcando 10-8 em um dos assaltos, o que mostra toda a dominância de “Young Gun” sobre Erick.

Veja Também

Rockhold provoca ‘anão’ Gastelum: ‘Acabo com você’
Werdum é multado em R$ 1.500 por confusão com Covington na Austrália
Durinho tem desejo realizado e enfrenta Aubin-Mercier no UFC Orlando

O brasileiro agora tem quatro derrotas em suas últimos cinco lutas, enquanto seu adversário conquistou a primeira vitória desde 2014 e chegou ao seu 30º triunfo como lutador profissional de MMA. Mein vinha de três derrotas consecutivas e provavelmente seria demitido caso não vencesse Erick Silva.

A Luta

Mein começou a luta bastante agressivo, colocando Erick contra a grade e investindo em chutes. O brasileiro tentou buscar a queda, mas foi rechaçado e passou boa parte do assalto inicial tomando grande atraso, andando para trás e sendo obrigado a absorver golpes duros do canadense.

No segundo round, Mein aproveitou um vacilo do faixa-preta de jiu-jitsu e colocou a luta para baixo. O brasileiro não parecia à vontade com as costas no chão e sequer conseguiu completar uma tentativa de finalização. Enquanto isso, o canadense fazia chover cotoveladas, que incomodavam ainda mais Erick.

O terceiro assalto foi mais do mesmo. Com o brasileiro bastante cansado, Mein aproveitou e foi mais metódico na hora de aplicar seu ground and pound, até por também mostrar exaustão. No fim, vitória dominante para Jordan Mein, que conquistou seu primeiro triunfo desde 2014 e chegou à 30ª vitória na carreira.

Segurança de Neymar é destaque do card preliminar

O grande destaque do card preliminar foi o meio-médio Nordine Taleb. O francês , que ficou conhecido por trabalhar como segurança do jogador Neymar, em Paris, precisou de menos de um minuto para conseguir mais uma vitória em sua carreira. Ele nocauteou Daniel Roberts em 59s com uma combinação de chute e socos que apagou o norte-americano, salvo apenas pelo árbitro central.

Esta foi a segunda vitória consecutiva de Taleb, que já havia vencido Oliver Enkamp em maio deste ano. O canadense se recupera de vez do revés sofrido para Santiago Ponzinibbio em fevereiro. Nordine também tem triunfos sobre Erick Silva. Li Jingliang e Chris Clements.

 

Resultados do card preliminar do UFC Winnipeg

Peso meio-pesado: Jan Blachowicz derrotou Jared Cannonier por decisão unânime (3x 29-28)

Peso médio: Julian Marquez derrotou Darren Stewart por finalização (guilhotina) a 2m42s do R2

Peso meio-médio: Chad Laprise derrotou Galore Bofando por nocaute técnico a 4m10s do R1

Peso meio-médio: Nordine Taleb derrotou Daniel Roberts por nocaute técnico a 59s do R1

Peso leve: John Makdessi derrotou Abel Trujillo por decisão unânime (3x 30-27)

Peso médio: Alessio Di Chirico derrotou Oluwale Bamgbose por nocaute no R2

Peso meio-médio: Jordan Mein derrotou Erick Silva por decisão unânime (30-26, 30-27,30-27)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments