UFC Chile: Demian para em defesa de quedas de Usman e perde na decisão

Durante os cinco rounds Kamaru conseguiu escapar do jiu-jitsu do brasileiro e manteve a luta em pé para levar a fatura na decisão

Usman vence Demian no UFC Chile (Foto: Reprodução Twitter ufc_brasil)

Kamaru Usman conseguiu ser a kryptonita de Demian Maia ao fazer o anti-jogo do brasileiro na luta principal do UFC Chile, evento realizado neste sábado (19), em Santiago. Após um bom primeiro round do faixa-preta paulista, o “Pesadelo Nigeriano” manteve a luta em pé, frustrou as investidas de Maia no solo e trabalhou com golpes de boxe para vencer a disputa decisão unânime (50-45, 49-46, 49-46).

Com o triunfo, Usman, 7º colocado no ranking dos meio-médios (até 77 kg.), conquistou sua 12ª vitórias consecutiva e se candidata a entrar no top-5 da categoria. Por outro lado, Demian, 5º na classificação, sofre sua terceira derrota consecutiva e deve descer no ranking.

Veja Também

UFC Chile: Com apoio da torcida, brasileiro Vicente Luque vence Laprise por nocaute
UFC Chile: Com nocaute relâmpago, Poliana Botelho comanda vitórias brasileiras no card preliminar

“Eu tenho muito respeito por Demian Maia, ele é uma lenda do jogo. Sem desculpas, mas acho que quebrei minha mão direita no segundo round e minha esquerda no terceiro. Mas mesmo assim, enfrentei uma lenda no esporte e dominei do início ao fim. A cabeça dele é dura, ele defende os socos com o lóbulo frontal. Eu senti as duas quebrando”, afirmou Usman.

A luta

O início do embate foi muito estudado. Usman acertou um golpe na perna direita, com um chute baixo. Demian deu seus primeiro golpe com direto de esquerda. Kamaru voltou a chutar, mas o brasileiro tentou buscar as pernas e a queda do adversário. O nigeriano conseguiu defender. Mesmo em pé, Demian conseguiu colocar um gancho e tentou pegar as costas. Usman utilizou a esgrima para defender-se das investidas do brasileiro. O árbitro separou os lutadores, apesar da posição de domínio do Maia.

No segundo round, o brasileiro colocou um direto de esquerda logo no início. O nigeriano estava mais rápido, quando o brasileiro tentava buscar as quedas, ele rapidamente conseguia a defesa com um “sprawl”, jogando o quadril para trás. O combate se manteve em pé e na trocação e Usman foi gostando da luta.

A história se repetiu no terceiro round. O nigeriano buscava mais a luta em pé, disparando golpes e evitava entrar no jogo do brasileiro. O nigeriano apostou nos jabs e diretos. Maia tentou várias quedas, mas foi surpreendido pelas defesas rápidas de Usman. Com os golpes, Usman desequilibrou Demian com um chute baixo, e o brasileiro se deitou, convidando o adversário para entrar em sua guarda.

No quarto round, o Kamaru  encontrou a distância dos golpes e surpreendeu Demian Maia com um direto de direita. O soco levou o brasileiro a knockdown. O nigeriano foi para cima buscar o nocaute técnico, mas Demian se recuperou e reverteu o jogo. Kamaru buscou a luta em pé novamente. O brasileiro realizou novas tentativas de queda, mas todas sem sucesso.

O último round foi uma repetição dos quatro tempos anteriores. Demian buscou a queda para aplicar seu jiu-jitsu , mas Usman defendeu e pressionou o brasileiro. Maia conseguiu aplicar alguns golpes , mas levou mais socos do desferiu. O brasileiro teve uma oportunidade no chão: ele tentou encaixar um triângulo de mão invertido, porém Kamaru conseguiu sair de posição e voltou a ficar de pé. Maia ainda arriscou um chute rodado na linha de cintura, mas não dava tempo para mais nada .

Resultados UFC Chile:

Card principal

Peso meio-médio: Kamaru Usman derrotou Demian Maia na decisão unânime dos juízes (49-46, 50-45, 49-46)

Peso palha: Tatiana Suarez finalizou Alexa Grasso com um estrangulamento a 2m44seg do R1

Peso meio-pesado: Dominick Reyes nocauteou Jared Cannonier a 2min55seg do R1

Peso galo: Guido Cannetti venceu Diego Rivas por decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso mosca: Andrea Lee derrotou Veronica Macedo por decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso meio-médio: Vicente Luque nocauteou Chad Laprise a 4m16seg do R1

Card preliminar

Peso meio-médio: Michel Trator venceu Zak Cummings por decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso mosca: Alexandre Pantoja derrotou Brandon Moreno por decisão unânime dos juízes (30-26, 30-26, 29-27)

Peso palha: Poliana Botelho nocauteou Syuri Kondo a 33seg do R1

Peso pena: Gabriel Benítez nocauteou Humberto Bandenay a 39seg do R1

Peso-pena: Enrique Barzola venceu Brandon Davis por decisão unânime dos juízes (30-27, 30-26, 30-26)

Peso galo: Frankie Saenz derrotou Henry Briones por decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-26)

Peso leve: Claudio Puelles finalizou Felipe Silva com uma chave de calcanhar a 2min23seg do R3

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário