Covington vence Rafael dos Anjos, conquista cinturão e chama brasileiro de ‘animal imundo’

Polêmico norte-americano impôs seu jogo e levou a disputa na decisão unânime dos juízes e levou o cinturão interino dos meio-médios

C. Covington conquista o cinturão interino e vai enfrentar o campeão linear T. Woodley. Foto: Reprodução/Tiwitter UFCBrasil

Colby Covington falou, provocou e fez! Durante a promoção do combate, Rafael dos Anjos chegou a dizer que o norte-americano era ‘apenas lábia’. Porém, neste sábado (09), na segunda luta mais importante do UFC 225, ele mostrou um ritmo intenso durante os 25 minutos de disputa para frustrar o brasileiro e vencer o duelo na decisão unânime dos juízes (48-47, 49-46, 48-47).

Com o resultado o ‘Caos’ como é conhecido, conquistou o cinturão interino dos meio-médios (até 77,1kg.) e adia os planos de Rafael de se tornar o primeiro atleta brasileiro a conquistar o título do UFC em duas categorias diferentes.

Veja Também

Vídeo: Assista à vitória de Colby Covington sobre Rafael dos Anjos
UFC 225: Whittaker sobrevive a castigo e vence Romero em decisão dividida
UFC 225: Claudinha Gadelha e Charles do Bronx dão show em card preliminar estrelado

Ao final, Covington não perdeu a chance de provocar Rafael dos Anjos e o campeão linear da divisão Tyron Woodley. Ele chamou o campeão de ‘covarde’ e voltou a se referir a RDA como ‘animal imundo’.

“Primeiro, quero dizer que este é um cinturão de verdade, vou levar para a Casa Branca para o Donald Trump. Segundo, Tyron Woodley, você é um covarde, devia ser você aqui em vez deste animal imundo. Tyron Woodley, estou indo atrás de você! Se você tiver algo a dizer, venha me ver, seu frouxo! Ninguém pode parar minha força de vontade. Tyron Woodley sabe que na última vez que treinamos, acabei com ele, no segundo round ele já estava morto”.

A luta

A luta entre Rafael dos Anjos e Colby Covington começou tensa e os atletas sequer tocaram as luvas. O norte-americano começou partindo com tudo pra cima em ritmo alucinante tentando a queda. Contudo, o brasileiro conseguiu fazer boas defesas e conectar golpes contundentes. Enquanto, Covington consegue acertar muitos golpes no vazio e gastar energia. Após soar o gongo, o norte-americano acertou o rosto de Dos Anjos.

O segundo round foi equilibrado e Colby encontra uma maneira de ‘frear’ o jogo do lutador brasileiro. Ele pressionou RDA contra as grades e apesar de não conseguir a queda, somava pontos. Rafael não conseguiu repetir os golpes de encontro, enquanto o norte-americano conectou alguns ataques no clinch

Covington repetiu a estratégia no terceiro round. Ele pressionou Rafael contra as grades e travou a boa movimentação de Dos Anjos. Porém, dessa vez ele conseguiu conectar mais golpes na curta distância. Por outro lado, RDA não tinha a mesma velocidade e não tinha respostas as investidas. No meio da parcial, um chute ‘nas partes baixas’ fez Dos Anjos parar a luta e aproveitar também para descansar.

Rafael dos Anjos voltou melhor no quarto round. Logo nos primeiros segundos, ele acertou um direto em cheio no queixo que fez o norte-americano sentir. O brasileiro ainda derrubou Colby em duas oportunidades, mas não conseguiu estabilizar as posições. Covington, nesta parcial conseguiu travar a batalha e só voltou a crescer nos segundos finais, quando conseguiu uma queda.

Com a luta totalmente aberta, o quinto round iria definir o campeão interino dos meio-médios. E Colby Covington mostrou melhor condicionamento físico para impor seu ritmo. Ele colocou RDA contra as grades, travou a movimentação do brasileiro e sempre que Rafa saia da posição, ele recebia três golpes rápidos. Nos 30 segundos finais, os dois foram para o tudo ou nada na troca franca de golpes. Covington, melhor condicionado, atingiu mais golpes e evitou os ataques quase desesperados do brasileiro.

Resultados do UFC 225

CARD PRINCIPAL

Peso médio: Robert Whittaker derrotou Yoel Romero na decisão dividida dos juízes (48-47, 47-48, 48-47)

Peso meio-médio: Colby Covington derrotou Rafael dos Anjos na decisão unânime dos juízes (48-47, 49-46, 48-47)

Peso pena: Holly Holm venceu Megan Anderson por decisão unânime (30-27, 30-26 e 30-26)

Peso pesado: Tai Tuivasa derrotou Andrei Arlovski na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso meio-médio: Mike Jackson venceu CM Punk por decisão unânime dos juízes (30-26, 30-26, 30-26)

CARD PRELIMINAR

Peso pesado: Curtis Blaydes derrota Alistair Overeem por nocaute técnico a 2m56s do R3

Peso palha: Cláudia Gadelha vence Carla Esparza na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso pena: Mirsad Bektic derrotou Ricardo Lamas na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 30-27)

Peso pesado: Chris de la Rocha derrota Rashad Coulter por nocaute técnico a 3m53s do R2

Peso meio-pesado: Anthony Smith venceu Rashad Evans por nocaute a 53 seg. do R1

Peso mosca: Sergio Pettis derrotou Joseph Benavidez na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 30-27)

Peso leve: Charles do Bronx finalizou Clay Guida com uma guilhotina a 2m18s segundos do R1

Peso pena: Dan Ige derrotou Mike Santiago por nocaute a 50 segundos do R1

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário