UFC Lincoln: lucro com lutas do card principal chega a 600%

Faixa nobre do evento estará repleta de barbadas com excelentes margens de retorno

Gaethje e Vick fazem luta principal do UFC Lincoln. Foto: Reprodução

A noite deste sábado (25) será de excelentes oportunidades de lucro para os apostadores em MMA. Em seu card principal, o UFC Lincoln, que acontece no Pinnacle Bank Arena, no estado norte-americano do Nebraska, apresenta algumas barbadas imperdíveis, e você não pode ficar de fora.

Depois da análise das melhores apostas no card preliminar, é chegada a hora conhecermos o caminho das pedras para os investimentos na faixa nobre do evento. Confira nossos prognósticos com as cotas do Oddsshark.com.

Justin Gaethje x James Vick

No principal combate da noite, o nº 10 do ranking da divisão dos pesos-leves, James Vick, desafia o sétimo colocado, Justin Gaethje, e após inúmeras trocas de provocação de parte a parte, a expectativa é por uma luta quente.

Gaethje perdeu duas de suas três lutas pelo UFC, mas já chegou à organização enfrentando dois lutadores top 5. O norte-americano foi nocauteado por Eddie Alvarez no UFC 218 e por Dustin Poirier no UFC Glenadale. Ele é ex-campeão do WSOF (World Series of Fighting), e apresenta um cartel de 18 vitórias e duas derrotas.

Vick ostenta um retrospecto recente bem mais favorável, com triunfos nos últimos quatro compromissos. Contudo, tem pouca experiência contra adversários bem ranqueados. Na única vez em que enfrentou um top 15, foi nocauteado por Beneil Dariush. Seu cartel é de 13 vitórias e uma derrota.

Com a vitória cotada em R$ 1,63, Justin Gaethje conta com um ligeiro favoritismo. Caso consiga levar a melhor, James Vick brindará o apostador com lucros na ordem dos 130%.

Jake Ellenberger x Bryan Barberena

Depois de ser retirada do card do UFC Utica, a luta entre os meio-médios Jake Ellenberger e Bryan Barberena finalmente acontecerá em Lincoln, e está entre as grandes barbadas do evento.

O veterano Ellenberger, nativo do estado do Nebraska, nem de longe vive seus melhores dias, e venceu apenas dois dos 10 combates em que esteve envolvido nos últimos cinco anos. Há pouco mais de dois meses, foi nocauteado por Ben Saunders, repetindo o resultado de sua apresentação anterior, contra Mike Perry.

O histórico recente de Barberena, que retorna de contusão, também não chega a ser um primor, mas transmite mais confiança. Ele está há quase um ano sem subir ao octógono, porém, fez uma boa luta contra Joe Proctor no UFC Nashville, em abril de 2017, quando venceu pela última vez.

As cotas são bastante desequilibradas. O retorno para uma vitória de Barberena será de 20%, mas se Ellenberger surpreender em sua terra natal, cada real investido devolverá R$ 4,50.

John Moraga x Deiveson Figueiredo

Único brasileiro a subir ao octógono pelo card principal, o peso-mosca Deiveson Figueiredo tentará manter sua invencibilidade diante de um embalado John Moraga.

O norte-americano vive seu melhor momento desde que chegou ao UFC, em 2012, e vem de triunfos sobre Ashkan Mokhtarian, Magomed Bibulatov e Wilson Reis. Com um cartel de 19 vitórias e seis derrotas, ele é o sexto colocado no ranking da divisão.

Deiveson aparece na 14ª colocação, mas pode ganhar algumas posições caso consiga superar um adversário melhor ranqueado. Esta será a sua terceira luta pelo UFC, mas a primeira fora do Brasil em toda a carreira, que registra o impressionante número de 14 vitórias e nenhum revés.

Favorito, o brasileiro tem a vitória cotada em R$ 1,62 por cada real apostado, ao passo que o retorno para um triunfo do norte-americano ficará em R$ 2,30/R$ 1,00.

Eryk Anders x Tim Williams

Quando se fala em barbada, é impossível deixar de destacar a luta entre pesos-médios Eryk Anders e Tim Williams, que tem potencial para ser a maior da temporada. O combate será um tira-teima entre o estilo mais agressivo de Anders, que venceu a maioria de suas lutas por nocaute, e a habilidade de Williams na luta de chão.

Em outra luta com características muito parecidas, Williams foi massacrado por Oskar Piechota no UFC 126, no mês de fevereiro, em sua estreia pela organização. A má impressão causada pelo nocaute no primeiro round explica o pouco prestígio do norte-americano junto ao mercado de apostas. De acordo com as cotas do Oddsshark.com, seu triunfo está cotado em incríveis R$ 7,00/R$ 1,00.

Anders subiu ao octógono pela última vez no UFC Belém, e sofreu o primeiro revés de sua carreira diante do brasileiro Lyoto Machida. Seu cartel segue bastante respeitável, com 10 vitórias e 1 derrota, e o objetivo é chegar às primeiras colocações do ranking da divisão dos médios até o fim desta temporada. Dada como favas contadas, sua vitória proporcionará 10% de lucro.

UFC Lincoln

25 de agosto de 2018, em Nebraska (EUA)

CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):

Peso-leve: (R$ 1,62) Justin Gaethje x James Vick (R$ 2,30)

Peso-pena: (R$ 1,77) Michael Johnson x Andre Fili (R$ 2,00)

Peso-palha: (R$ 2,10) Cortney Casey x Angela Hill (R$ 1,71)

Peso-meio-médio: (R$ 4,50) Jake Ellenberger x Bryan Barberena (R$ 1,20)

Peso-mosca: (R$ 2,30) John Moraga x Deiveson Figueiredo (R$ 1,62)

Peso-médio: (R$ 1,10) Eryk Anders x Tim Williams (R$ 7,00)

CARD PRELIMINAR (19h30, horário de Brasília):

Peso-meio-médio: (R$ 4,25) James Krause x Warlley Alves (R$ 1,22)

Peso-galo: (R$ 1,38) Cory Sandhagen x Iuri Marajó (R$ 3,00)

Peso-médio: (R$ 1,87) Andrew Sanchez x Markus Maluko (R$ 1,87)

Peso-meio-médio: (R$ 1,29) Mickey Gall x George Sullivan (R$ 3,55)

Peso-mosca: (R$ 1,58) Joanne Calderwood x Kalindra Faria (R$ 2,40)

Peso-leve: (R$ 1,50) Drew Dober x Jon Tuck (R$ 2,60)

Peso-galo: (R$ 1,83) Rani Yahya x Luke Sanders (R$ 1,90)

Deixe seu comentário