Woodley descarta defender cinturão contra Usman se Till for impedido de lutar

O campeão dos meio-médios afirmou que não aceitará o confronto com o nigeriano com apenas 24 horas de preparação no UFC 288, caso Darren Till não puder lutar

T. Woodley fará sua terceira defesa de cinturão no UFC 228. Foto: Reprodução/Instagram twoodley

Kamaru Usman foi escolhido pelo Ultimate para ser o reserva na luta principal do UFC 228 entre o campeão dos meio-médios, Tyron Woodley e Darren Till. Contrariando as expectativas do UFC, ‘T-Wood’ em entrevista a “ESPN” garantiu que não aceitará enfrentar o nigeriano caso o inglês seja impedido de lutar.

Veja Também

Ultimate destrona Covington e marca Tyron Woodley x Darren Till pelo cinturão no UFC 228
Kamaru Usman é reserva para luta entre Tyron Woodley e Daren Till no UFC 228
UFC 228: Fature alto antecipando apostas nas disputas de cinturão

“Eu e Usman lutaremos em algum momento, e estou com isso. Eu vou lutar com ele, vou lutar com Mike Perry, todos esses caras que eu respeito. Eu gosto de uma pessoa que traz verdadeiros conjuntos de habilidades para a mesa e é um verdadeiro lutador. Eu estou com isso o dia todo. Mas eu não vou lutar contra [Usman] sem aviso prévio de 24 horas”, disse Woodley.

O campeão dos meio-médios afirmou que seu treinamento no momento está voltado para enfrentar Till que é um lutador canhoto. Todo seu preparo e estratégia foi preparada para lutar contra o inglês e não mudará isso em cinco minutos.

“Eu tenho treinado para um lutador canhoto. Não um oponente fraco de um metro e noventa e cinco. Negativo. Eu treino, me preparo, faço estratégias. Eu quebro meu oponente em moléculas e eu os afogo. Eu não vou mudar isso em cinco minutos”, disse Tyron.

Sendo o campeão da categoria, Woodley acredita que sua opinião deve ser considerada e um adversário não pode ser escolhido em um tempo tão curto.

“Sou campeão mundial. Eu mereço a devida atenção. Eu mereço tempo adequado para preparar e treinar para um título mundial pelo qual trabalhei tanto. Eu não vou entrar. Eu não sou esse cara. Vá pegar f ** [donald] ‘cowboy’ [cerrone]. Sou profissional e sou campeão. Se [Usman] quiser lutar comigo, vai estar em um campo de treinamento completo. E eu ficaria feliz em aceitar essa oferta”, concluiu Woodley.

Tyron Woodley não luta desde julho de 2017 no UFC 214 quando fez sua segunda defesa de cinturão contra Demian Maia. O norte-americano foi superior ao brasileiro e venceu decisão unânime. T-Wood conquistou o título com um nocaute sobre Robbie Lawler em julho de 2016 no UFC 201.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments