Valentina não acredita que Montaño volte a lutar após saída do UFC 228 | SUPER LUTAS

Valentina não acredita que Montaño volte a lutar após saída do UFC 228

A quirguistanesa considera que a ex-campeã ao conquistar o cinturão dos mosca: ‘fez o necessário para ser feliz pelo resto de seus dias’

N. Montaño (esq.) e V. Shevchenko (dir.) se enfrentariam em agosto. Foto: Reprodução/Facebook @bulletvalentina

Nicco Montaño conquistou o título inaugural dos pesos mosca feminino no TUF 26 Finale em dezembro de 2017. Após oito meses parada devido a uma lesão, a lutadora foi escalada para enfrentar Valentina Shevchenko no UFC 228. Durante o processo de perda de peso, a norte-americana teve problemas e foi hospitalizada. Com isso, a luta foi cancelada e a campeã teve seu cinturão retirado. Em entrevista ao site norte-americano MMA Junkie, ‘Bullet’ afirmou que não acredita que a rival voltará ao octógono novamente.

Veja Também

“As pessoas têm seus limites com seus sentimentos. Talvez tenha sido o suficiente para ela ficar feliz pelo resto de seus dias. Ela já fez isso (virou campeã do UFC). Eu não tenho certeza se ela vai voltar a lutar em qualquer lugar”, disse Valentina.

Com o cinturão dos pesos moscas vago, o Ultimate convocou Valentina e Joanna Jedrzejczyk para disputar o título no UFC 231, dia 08 de dezembro em Toronto (CAN). A quirguistanesa deseja que a organização deixe uma lutadora de ‘reserva’ para que um novo imprevisto não aconteça com sua rival.

“É bom ter algum reserva porque você nunca sabe o que pode acontecer, porque se algo acontecer você tem alguém para colocar no lugar. Algo aconteceu da última vez, e eles não conseguiram encontrar nenhuma substituta em tão pouco tempo. É bom ter uma reserva. Vamos ver o que vai dar. Não importa para mim. Vou me preparar e estarei pronto para todas. Minha única vontade é que a luta aconteça. Não importa contra quem”, admitiu Bullet.

Em seu último compromisso, Valentina Shevchenko venceu Priscila Cachoeira por finalização UFC Belém em fevereiro. Após o triunfo, a quirguistanesa esperou o retorno de Montaño para disputar o cinturão.

Com um triunfo no UFC 231, Joanna Jedrzejczyk poderá ser a primeira mulher a conquistar cinturões em duas categorias na organização. Em sua última luta, a polonesa venceu Tecia Torres no UFC Calgary em julho.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments