Atleta do UFC afirma que vai continuar lutando após morte da namorada

Raulian afirmou ter pensado em encerrar sua carreira no MMA, mas desistiu pois Tieli Alves era uma de suas maiores incentivadoras

R. Paiva deve voltar a treinar em novembro. Foto: Reprodução/Instagram @raullianpaivamma

Raulian Paiva e sua namorada foram atropelados por um carro após discussão em uma casa noturna dia 21 de outubro no município de Santana, no Amapá. O lutador do UFC foi arremessado, mas Tieli Alves ficou presa a moto que estavam e foi arrastada por pelo menos 20 metros. Com a queda ela bateu forte com cabeça no asfalto e foi internada na UTI do Hospital de Emergência, mas faleceu no sábado (27).

Veja Também

Médicos declaram morte cerebral da namorada de lutador do UFC
Após discussão em casa noturna, lutador do UFC e namorada são atropelados no Amapá

O lutador afirmou que após a morte da namorada pensou em encerrar sua carreira no MMA. No entanto, Tieli era uma de suas maiores incentivadoras e isso o motivou a seguir lutando por ela.

“Por mim, eu não lutava mais, ficava só em casa. Mas eu prometi que iria lutar por ela. Eu sei que ela não iria querer me ver desistindo. Pretendo seguir em frente e continuar no UFC, mas farei isso por ela. Vou fazer o mundo inteiro saber quem foi Tieli. Ela merece isso”, explicou Raulian em entrevista ao site GloboEsporte.com.

Em seu instagram Raullian fez uma homenagem a Tieli. “Sempre será minha namorada, minha princesa, meu tudo. Estou com coração partido, sem chão, mas sei que está em um bom lugar agora, está nos braços do senhor. Te amo minha anja da guarda!”, postou.

De acordo com seu técnico Ronildo Nobre, Paiva deve voltar aos treinos em novembro nos Estados Unidos. Raullian conquistou o contrato com o UFC ao vencer Allan Puro Osso no reality Contender Series Brasil.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments