Thiago Marreta vence Manuwa, mas Alex Cowboy é finalizado no UFC 231

Com dois brasileiros no card principal do UFC 231, o país encerrou sua participação com uma vitória e uma derrota

T. Marreta nocauteou a 41s do segundo round. Foto: Reprodução/Facebook ufcbrasil

O card principal do UFC 231 trouxe para o Brasil uma derrota e uma vitória. Enquanto Thiago Marreta nocauteou Jimmi Manuwa a 41s do segundo round e deve subir no ranking dos meio-pesados, Alex Cowboy foi finalizado por Gunnar Nelson com um mata-leão aos 4m17s do segundo assalto.

Em combate intenso, Thiago Marreta nocauteia Jimmi Manuwa

Veja Também

Brasileiros batem canadenses no card preliminar do UFC 231
UFC 231: Max Holloway x Brian Ortega – Resultados

Thiago Marreta mostrou ao Ultimate que pode estar entre os melhores lutadores dos meio-pesados. Em um combate intenso, o brasileiro dominou e nocauteou Jimmi Manuwa a 41s do segundo round. Com o triunfo, Santos soma quatro vitórias em cinco lutas em 2018. Já o lutador inglês anotou a quarta derrota em sua carreira.

Ainda dentro do octógono, Marreta afirmou ao Ultimate que veio pra ficar na divisão dos meio-pesados. “Eu cheguei agora, agora que cheguei nos meio-pesados, cheguei que vim para ficar. Eu vou ser campeão do UFC”, disse Thiago.

O combate entre os meio-pesados iniciou intenso. Marreta acertou muitos golpes contundentes que derrubaram Manuwa. Com a queda, o brasileiro tentou encaixar uma guilhotina, mas o oponente conseguiu escapar da pegada. Ao tentar se defender, Jimi levou Thiago para a grande e o segurou com o clinch. Santos se desvencilhou e aplicou um bom cruzado de esquerda que quedou o adversário novamente. Os lutadores trocaram golpes fortes. ‘Poster Boy’ aplicou um upper que balançou o carioca e o faz cair. O ex-TUF se fechou e assim chegou ao fim o primeiro assalto.

O segundo assalto começou ainda mais quente com uma trocação insana entre os meio-pesados. O brasileiro partiu pra cima do rival com upper que nocauteou Manuwa. ‘Poster Boy’ caiu apagado no solo.

Gunnar Nelson finaliza Alex Cowboy no segundo round

Gunnar Nelson venceu Alex Oliveira por finalização com um mata-leão aos 4m17s do segundo round do card principal do UFC 231. Ele dominou o jogo de chão e não deixou o brasileiro aplicar sua estratégia. Assim, ‘Gunni’ somou a 17ª vitória na carreira e se recupera para a derrota para Santiago Ponzinibbio. Já ‘Cowboy’ encerra a sequência de dois triunfos seguidos na organização.

O combate entre os meio-médios iniciou com Gunnar tentando levar Cowboy para a grade. O brasileiro segurou no cage e foi advertido pelo árbitro. Nelson pressionou o rival no octógono, o derrubou e tentou finalizar. Alex conseguiu sair da pegada e começou a jogar cotoveladas em cima do oponente. Assim, o primeiro round terminou.

O segundo assalto começou com o ataque de Cowboy que jogou o oponente na grade e golpeou. Nelson conseguiu sair do córner e aplicou uma queda que derrubou o brasileiro. Trabalhando na guarda, ‘Gunni’ jogou golpes no corpo de Alex. O parceiro de treinos de Conor McGregor colocou uma cotovelada que cortou o rosto do adversário que sentiu o golpe e deu as costas. Assim ele encaixou uma mata leão que finalizou Oliveira.

Hakeem Dawodu vence Kyle Bochniak por decisão dividida

Em combate lento, Hakeem Dawodu venceu Kyle Bochniak por decisão dividida dos juízes (30-27, 29-28, 27-30). O dono da casa conquistou a segunda vitória consecutiva na organização e nona na carreira. O norte-americano anota o segundo revés seguido na franquia e quarto no cartel.

O combate entre os pesos penas iniciou lento com os atletas se estudando. Bochniak arriscou alguns chutes baixos. Em resposta, Dawodu jogou jabs e uma joelhada. O dono da casa aproveitou o espaço e colocou o rival para baixo, mas ele conseguiu se levantar rapidamente. Sem mais ataques o combate chegou ao fim.

Bochniak iniciou da mesma foram o segundo assalto. Tentou uma queda mas Dawodu conseguiu girar e sair da pegada. Dawodu buscou acertar socos para continuar pontuando. Os lutadores tentam aplicar alguns golpes, mas o confronto continuou lento até ser finalizado.

O último assalto começou com o ataque de Dawodu, mas o rival conseguiu segurar e levar para a grade. Hakeen esgrimou e saiu da posição. Bochniak achou uma brecha e consegue derrubar o oponente. Em pé, o canadense encurtou a distancia e encaixou bons chutes e golpes no corpo. Com o soar do gongo o duelo acabou.

Resultados do UFC 231

Card Principal (1h, horário de Brasília)

Peso pena: Max Holloway x Brian Ortega – luta pelo cinturão

Peso mosca: Valentina Shevchenko x Joanna Jedrzejczyk – luta pelo cinturão

Peso meio-médio: Gunnar Nelson derrotou Alex Cowboy por finalização (mata-leão) aos 4m17s do R2

Peso pena: Hakeem Dawodu derrotou Kyle Bochniak na decisão dividida dos juízes (30-27, 29-28, 27-30)

Peso meio-pesado: Thiago Marreta derrotou Jimmi Manuwa por nocaute a 41s do R2

Card Preliminar (21h, horário de Brasília)

Peso palha: Nina Ansaroff derrotou Cláudia Gadelha na decisão unânime dos juízes (29-28 29-28 29-28)

Peso leve: Gilbert Durinho derrotou Olivier Aubin-Mercier na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28)

Peso mosca: Jessica Eye derrotou Katlyn Chookagian na decisão dividida dos juízes (29-28 28-29 29-28)

Peso médio: Elias Theodorou derrotou Eryk Anders na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso galo: Brad Katona derrotou Matthew Lopez na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 29-28)

Peso meio-médio: Dhiego Lima derrotou Chad Laprise por nocaute 1m37s do R1

Peso leve: Carlos Diego Ferreira derrotou Kyle Nelson por nocaute técnico a 1m23s do R2

Peso meio-pesado: Aleksandar Rakic derrotou Devin Clark por nocaute técnico a 4m05s do R1

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário