Cinco motivos para assistir o UFC 236 neste sábado, com duas disputas de cinturão

Max Holloway tenta conquistar dois títulos em categorias diferentes contra Dustin Poirier pelos leves; Kelvin Gastelum coloca em prova o talento de Israel Adesanya em luta pelo cinturão dos médios

M. Holloway (esq.) e D. Poirier (dir.) fazem luta principal do UFC 236. Foto: Reprodução / YouTube.

O UFC 236, evento que acontece neste sábado (13), em Atlanta (EUA), tem todos os componentes para ser considerado um dos maiores do ano. O show traz aos amantes da luta 13 combates, incluindo duas disputas de cinturão nos embates principais.

Veja Também

UFC 236 conta com três lutadores brasileiros no card preliminar; veja como apostar e lucrar
UFC 236: Hollloway e Poirier batem o peso, confirmam luta por cinturão e fazem encarada tensa

Na luta principal, Max Holloway sobe para a divisão de leves em busca da revanche diante de Dustin Poirier pelo cinturão interino dos leves (até 70,3kg). O título linear pertence ao russo Khabib Nurmagomedov, que está afastado da companhia até novembro, após a confusão ocorrida no UFC 229.

A segunda luta mais aguardada da noite será pela disputa do cinturão linear dos pesos médios (até 83,9kg) entre Kelvin Gastelum, atual quarto colocado da categoria, contra a nova sensação do Ultimate, Israel Adesanya, que ocupa a quinta colocação no ranking da divisão.

O Brasil contará com três representantes no evento. Dois deles, porém, realizaram um confronto direto pela categoria dos moscas (56.7kg) da organização. É o caso de Wilson Reis, que enfrenta Alexandre Pantoja na penúltima luta do card preliminar.

Poliana Botelho será a representante brasileira no evento. Ela mede forças diante da norte-americana Lauren Mueller na segunda luta da noite, pela divisão dos moscas (56,7kg).

O UFC 236 terá início no sábado às 19h15 (horário de Brasília), e contará com transmissão AO VIVO do SUPER LUTAS das duas primeiras lutas e acompanhamento em TEMPO REAL de todo evento

Para entrar no clima do UFC 236, preparamos cinco motivos para você assistir o evento.

1- Max Holloway e a chance do segundo cinturão

M. Holloway pode ser campeão em duas categorias. Foto: Reprodução/Facebook #@ufcbrasil

O campeão dos pesos penas (65,7kg) Max Holloway é mais um dos lutadores a tentar a sorte em uma categoria diferente. O ‘Abençoado’, como é conhecido, após ter defendido seu cinturão na divisão de baixo em duas ocasiões fará sua estreia nos leves buscando conquistar o título interino da categoria.

Caso consiga vencer Dustin Poirier, Max se juntará ao hall de dois campeões simultâneos que conta com: Conor McGregor, Daniel Cormier e Amanda Nunes.

2- A revanche de Max Holloway contra Dustin Poirier

M. Holloway (esq.) e D. Poirier (dir.) travam revanche no UFC 236. Foto: Montagem SL/MMA Press

Muitos não se lembram, mas Max Holloway estreou no Ultimate justamente contra o compatriota Dustin Poirier. O ano era 2012, no UFC 143. Max, com 20 anos, faria sua quinta luta como profissional e tentaria manter a sua série invicta. Dustin, porém, frustrou as expectativas de Holloway, finalizando o atleta com uma chave de braço logo no primeiro round. Poirier ainda levou o prêmio de finalização da noite.

Sete anos se passaram e os dois finalmente terão a oportunidade de reeditar o confronto. A situação atual, entretanto, é favorável a Max, que qualificou muito seu estilo de luta e vem de uma impressionante sequência de vitórias de 13 vitórias. Holloway não é derrotado desde 2013, quando foi superado por Conor McGregor.

3-Adesanya é, de fato, mais um fenômeno da organização?

I. Adesanya tenta confirmar ser realmente um fenômeno na organização. Foto: Reprodução/Instagram @stylebender

O nigeriano Israel Adasanya tem impressionado cada vez mais os fãs de lutas a cada vez que adentra o octógono. O atleta de 29 anos está invicto em sua carreira profissional e acumula 16 lutas e 13 vitórias.

Pelo UFC, o atleta foi escalado para se apresentar em cinco oportunidades, tendo saído vencedor em todas. A última, em fevereiro deste ano, contra o grande ex-campeão dos médios, Anderson Silva, considerado por muitos o maior atleta de MMA de todos os tempos.

4-Gastelum como vencedor do TUF e campeão da organização

K. Gastelum (foto) poderá se tornar vencedor do TUF e campeão da organização. Foto; Reprodução Facebook Kelvin Gastelum)

Kelvin Gastelum é um dos lutadores que podem se orgulhar de terem participado do The Ultimate Fighter (TUF), o reality show do UFC, e conseguiram se firmar na organização. Ele é o vencedor da 17ª edição do programa tendo vencido o jamaicano Uriah Hall, em julho de 2013.

A luta foi disputada na divisão dos médios. Kelvin, porém, durante sua carreira no Ultimate, trafegou pelas categorias de médios e meio-médios da organização.

Caso vença o embate contra Israel, Gastelum fará parte de um grupo que inclui atletas como Michael Bisping, Matt Serra, Forrest Griffing, Rashad Evans e Carla Esparza. Todos estes atletas foram vencedores do ‘The Ultimate Fighter’ e conseguiram cinturões da companhia após um certo tempo.

5-Duelo entre brazucas

W. Reis (esq.) e A. Pantoja (dir.) fazem duelo brasileiro no UFC 236. Foto: Montagem SL/MMA Press

A força brasileira do UFC 236 será representada, além de Poliana Botelho, por Wilson Reis Alexandre Pantoja. Os dois últimos, no entanto, se enfrentarão em um duelo que promete agitar a divisão dos moscas. Embora corra pelos bastidores que a divisão está próxima de ter um fim confirmado, muitos atletas ainda disputam lutas na categoria em busca do cinturão. Wilson atualmente ocupa a quarta posição no ranking da categoria, enquanto Pantoja se encontra na quinta posição.

O atual campeão da divisão é o norte-americano Henry Cejudo, que subiu de categoria para enfrentar o brasileiro Marlon Moraes pelo cinturão dos galos (até 61,2kg). Caso Cejudo vença, o risco de a divisão acabar torna-se ainda maior.

Fica Técnica do UFC 236

DIA: 13 de abril de 2019

HORA: A partir das 19h30 (horário de Brasília)

COMO ASSISTIR: SUPER LUTAS (as duas primeiras lutas AO VIVO) e canal Combate (todo o card)

CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):

Peso leve: Max Holloway x Dustin Poirier

Peso médio: Kelvin Gastelum x Israel Adesanya

Peso meio-pesado: Eryk Anders x Khalil Rountree

Peso meio-médio: Alan Jouban x Dwight Grant

Peso meio-pesado: Ovince St-Preux x Nikita Krylov

CARD PRELIMINAR (19h15, horário de Brasília):

Peso leve: Jalin Turner x Matt Frevola

Peso mosca: Wilson Reis x Alexandre Pantoja

Peso meio-médio: Max Griffin x Zelim Imadaev

Peso galo: Boston Salmon x Khalid Taha

Peso meio-médio: Curtis Millender x Belal Muhammad

Peso galo: Montel Jackson x Andre Soukhamthath

Peso mosca: Lauren Mueller x Poliana Botelho

Peso galo: Brandon Davis x Randy Costa

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário