Perto do título, Manuwa enfrenta Oezdemir no UFC 214

Meio-pesado inglês está quase garantindo chance pelo cinturão, mas precisa passar pela zebra suíça em julho

J. Manuwa pega V. Oezdemir em julho (Foto: Reprodução/Twitter UFC Canadá)

J. Manuwa pega V. Oezdemir em julho (Foto: Reprodução/Twitter UFC Canadá)

O inglês Jimi Manuwa vem de performances incríveis contra Corey Anderson e Ovince St. Preux. E ele pretende seguir com o mesmo ritmo no UFC 214, no dia 29 de julho, quando enfrenta a sensação do meio-pesado, Volkan Oezdemir, que venceu o mesmo OSP e nocauteou Misha Cirkunov no UFC Suécia do último domingo (28).

Veja Também

Belfort pretende seguir lutando no UFC (Foto: Buda Mendes/UFC)
Belfort descarta deixar o UFC e pede revanche com Liddell
Douglas vai lutar em Las Vegas (Facebook/UFC)
Douglas D’Silva enfrenta Rob Font no UFC 213, em julho
Y. Romero  (Foto: Reprodução/Facebook Yoel Romero)
Romero diz que foco é no título, mas elogia Anderson: ‘Lenda’

Após discutir publicamente e através das redes sociais com o atual campeão Daniel Cormier, Manuwa se colocou em boa posição para conseguir uma chance pelo cinturão, mas o retorno de Jon Jones acabou com seus planos de desafiar DC já no UFC 214. Porém, com a marcação de Cormier x Jones para o evento, o inglês pediu para lutar no mesmo dia e enfrentará o perigoso Oezdemir, número cinco do ranking.

Com apenas duas lutas no UFC, o suíço surpreendeu nas duas vezes que entrou no octógono, primeiro conseguindo uma decisão contra St. Preux e depois nocauteando Cirkunov em menos de um minuto. Ambos são top-10 da categoria, e as vitórias alçaram Oezdemir ao posto de número cinco do mundo até 93 kg.

Além dos dois duelos meio-pesados, um deles válido pelo cinturão da categoria, o UFC 214, que será disputado em Anaheim, na Califórnia, conta também com o retorno de Renan Barão ao peso galo contra Aljamain Sterling, além de Doo Ho Choi x Andre Fili, Renato Moicano x Brian Ortega e Ricardo Lamas x Chan Sung Jung, em três excelentes combates pelo peso pena.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário