Alex Cowboy se apresenta à polícia e declara inocência após denúncia de agressão à ex-esposa

André Lourenço, delegado do caso, relatou que o atleta negou todas as acusações; o atleta não comentou publicamente sobre o assunto.

A. Cowboy se apresenta à polícia após acusação de agressão. Foto: Reprodução/ Instagram @alexcowboy88

O lutador Alex Cowboy foi notícia no final de semana ao se envolver em um caso de agressão à ex-esposa no último sábado (25). O atleta estava foragido da polícia, mas, segundo o site ‘MMA Fighting’, se apresentou à delegacia em Três Rios (RJ), para prestar esclarecimentos e declarar sua inocência. Além da acusação de agressão, o peso meio-médio do UFC, conforme relatos da ex-parceira, fugiu em uma moto com o filho recém-nascido após a confusão.

Veja Também

Johnny Walker volta a surpreender e bate recorde de potência em Instituto de Performance do UFC
Neiman Gracie enfrenta Rory MacDonald na luta principal do Bellator 222
Campeão do Bellator, Patrício Pitbull garante que derrotaria Max Holloway

Ele apresentou uma versão, negando as agressões e contando uma dinâmica diferente do que foi relatado por ela (ex-esposa). Ele disse que já fez as pazes com a ex-companheira e que ela se arrepende dos fatos narrados. A versão dele contrasta com as das testemunhas”, disse o delegado à ‘Globo.com’.

Após o depoimento, o lutador preferiu permanecer em silêncio e não realizar entrevistas públicas, no intuito de não agravar a situação estabelecida.

Em conversa com o ‘MMA Fighting’, a equipe de Alex declarou que o lutador é inocente de todas as acusações. O atleta, no entanto, foi orientado pelo seu advogado a não conceder entrevistas para que o assunto seja tratado internamente.

A polícia de Três Rios, cidade do interior do Rio de Janeiro, onde ‘Cowboy’ nasceu, continuará investigando o caso para que seja finalmente esclarecida a situação.

Entenda o caso

Segundo a denúncia, Alex retornava de uma boate no último sábado (25) festa e apresentava sinais de embriaguez. Em declaração, a ex-esposa, de 24 anos, teria levado o filho do atleta à sua casa para fazer uma visita. A situação, no entanto, irritou o lutador, que agrediu a ex-companheira com socos, puxões de cabelo, além de quebrar vidros na residência. Após a altercação. Após a confusão, o atleta teria fugido com seu filho de cinco meses em uma moto até um sítio de sua propriedade.

Cowboy também é acusado de ter se desentendido com um segurança da boate onde estava na mesma noite.

Além da confusão, Cowboy, de 31 anos, não atravessa um bom momento na carreira como lutador de MMA. Em suas duas últimas cinco lutas pelo UFC, o meio-médio saiu derrotado em duas oportunidades; a última, no fim de abril, quando foi derrotado pelo norte-americano Mike Perry no UFC Fort Lauderdale (EUA).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário