Três meses após anunciar aposentadoria, Gustafsson pensa em retorno e mira Rockhold

Ex-desafiante dos meio-pesados afirma que sente falta dos treinamentos e está em negociação com o UFC para promover volta ao octógono

A. Gustafsson pensa em retorno para o UFC. Foto: Reprodução/Instagam @alexthemauler

A aposentadoria do sueco, Alexander Gustafsson, parece ter durado pouco. Após anunciar sua aposentadoria do MMA, ainda no octógono, depois de ser batido por Anthony Smith no UFC Estocolmo, em junho, o atleta afirmou que está em negociações para retornar ao Ultimate. Em entrevista recente ao ‘MMAViking’, o ex-desafiante ao título dos meio-pesados (até 93kg.) falou sobre o assunto e confirmou que mira Luke Rockhold como adversário em potencial.

Veja Também

Chael Sonnen afirma que fama mundial de Khabib pode prejudicar russo neste sábado
Nate Diaz publica imagem em treino duas semanas após bater Pettis
Treinador brasileiro de Zhang não se diz surpreso com vitória de pupila: ‘Surpreendeu a muitos, mas, nós, não’

“Estou conversando com o UFC. Tem sido um vai e vem. Acabou vindo um pouco rápido. Eu fiquei em casa alguns dias e tive aquela coceira nas minhas mãos para voltar aos treinamentos”, disse Alexander.

Antes de deixar as luvas no palco do UFC Estocolmo, Gustafsson tinha planos de se tornar um dos próximos desafiantes de Jon Jones em uma nova disputa de cinturão. O sueco havia sido derrotado pelo norte-americano no fim do ano passado na disputa pelo cinturão da categoria.

A derrota para Smith, porém, abalou Alexander, que fez questão de deixar as luvas no octógono e se despedir de seus fãs em seu país natal.

O tempo passou e o meio-pesado parece ter reencontrado a motivação para voltar aos treinamentos. O atleta, inclusive, já tem um alvo para seu provável retorno para a organização: o ex-campeão dos médios (até 83,9kg.), Luke Rockhold, que subiu de categoria e, em seu primeiro compromisso, amargou uma dura derrota para Jan Blachowicz, em julho.

Luke Rockhold seria uma boa luta. Eu adoraria uma luta. Duelar com Luke seria um ótimo jeito de voltar. Ele é um cara duro, uma lenda”, disse Alexander.

Aos 32 anos, o sueco já realizou 22 combates com 18 vitórias e seis derrotas. Entre os meio-pesados, o atleta disputou o cinturão do Ultimate em três oportunidades, mas não saiu vencedor em nenhuma delas.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments