Ferguson espera vitória de Poirier sobre Khabib para futura disputa entre norte-americanos

Ex-campeão interino dos leves mostra preferência por vitória de compatriota neste sábado e se vê atuando pelo cinturão em dezembro

T. Ferguson posa com bandeira norte-americana. Foto: Reprodução/Instagram @ tonyfergusonxt

O norte-americano, Tony Ferguson, afirmou que prefere uma vitória de Dustin Poirier sobre Khabib Nurmagomedov neste sábado (7), no UFC 242, válido pela unificação do título dos leves (até 70,3kg.). Para ‘El Cucuy’, seria interessante uma vitória do compatriota para que o próximo duelo pelo cinturão fosse um embate entre norte-americanos. A declaração foi feita em entrevista recente para o ‘Ariel Helwani’s MMA Show’.

Veja Também

Khabib dá opinião sobre futuro de Cormier: “Quero que ele enfrente Miocic de novo”
Cyborg dá adeus ao UFC e confirma nova casa: ‘Vou lutar pelo Bellator’
Edson Barboza está confiante em boa vitória sobre Paul Felder neste sábado: ‘Posso vencer qualquer um’

“Espero que Dustin (Poirier) o vença, que o coloque de costas no chão e o apague, para que, assim, nós possamos ter uma incrível batalha norte-americana”, disse Tony.

Um combate contra Nurmagomedov também agrada a Ferguson. O russo e o norte-americano têm uma história antiga de rivalidade. O casamento da luta entre os atletas já foi agendado em quatro oportunidades, no entanto, o confronto nunca aconteceu por conta de lesões. A peleja foi cancelada duas vezes por problemas com Khabib e duas por Tony.

“Como eu disse, se o resultado for Khabib e eu, nós vamos fazer a luta e nos encarar em dezembro. Então, tanto faz, Dustin ou Khabib, quero a disputa de cinturão depois, em dezembro, em Las Vegas. Vamos fazer isso acontecer”, disparou ‘El Cucuy’.

Ferguson, recentemente, retornou ao octógono após passar oito meses afastado dos combates profissionais por ter de resolver questões pessoais, tanto de saúde, quanto no seu casamento. Seu último confronto havia acontecido em outubro do ano passado, quando bateu o ex-campeão da divisão, Anthony Pettis, no combate que foi eleito a ‘Luta do Ano’ de 2018.

Em 2019, Tony retornou ao octógono, em junho, contra o carismático Donald Cerrone, colocando uma invencibilidade de 11 combates em jogo e sob a promessa de que o vitorioso disputaria o título da categoria contra o vencedor de Poirier e Khabib. Ferguson venceu o combate e garantiu a vaga como desafiante.

Atualmente, o atleta tem 35 anos e soma 27 confrontos, com 24 triunfos e três reveses; o último, em 2012, pra Michael Johnson.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments