Poirier responde a fã e diz que, por luta certa, poderia atuar entre os meio-médios

Atualmente atuando pelos leves, ex-campeão interino não descartou possibilidade de subir de categoria no futuro

D. Poirier (foto) após vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Facebook DustinPoirier)

Os caminhos estão abertos para Dustin Poirier. Após ser batido por Khabib Nurmagomedovov em combate válido pela unificação do cinturão dos leves (até 70,3kg.) do Ultimate, no UFC 242, o norte-americano, que chegou a cogitar a aposentadoria precoce do esporte, agora parece ter ampliado as perspectivas para o futuro. Após desafiar Conor McGregor para uma revanche, em resposta a um fã no Twitter, o combatente afirmou que, pela luta certa, poderia subir de categoria e atuar entre os meio-médios (até 77kg.). A publicação foi feita em sua conta no Twitter.

Veja Também

Masvidal explica o porquê de não ter enfrentado McGregor: ‘Não quiseram colocá-lo contra um assassino’
Número um dos moscas, Benavidez pede que Cejudo defenda título: ‘Lute ou abandone o cinturão’
Covington discute com esposa de Miocic e peso pesado promete conversa com meio-médio

“100% de chance”, escreveu o ‘Diamante’ em resposta a uma publicação de um fã.

Atualmente, a divisão dos leves é considerada por muitos especialistas de MMA como uma das mais perigosas do Ultimtate devido ao grande número de talentos que vem surgindo nos últimos tempos. Como grande campeão, o invicto Khabib Nurmagomedov permanece com o título após realizar sua segunda defesa de cinturão contra o próprio Poirier.

Sem uma chance de revanche imediata, Dustin sugeriu uma revanche contra Conor McGregor, por quem foi derrotado em 2014 em um embate que foi encerrado antes dos dois minutos iniciais. O irlandês, que não atua desde outubro do ano passado, em um primeiro momento, rejeitou a proposta, alegando que o duelo entre ambos havia sido muito fácil.

No topo da categoria, os possíveis adversários para o ‘Diamante’ estão de olho no combate entre Tony Ferguson e Nurmagomedov, que, segundo o presidente Dana White, é o que está mais próximo de acontecer. O quarto e o quinto do ranking (Justin Gaethje e Donald Cerrone) se enfrentaram recentemente e possivelmente não atuarão mais em 2019.

A possibilidade, então, de Poirier aceitar uma luta na categoria que hoje é dominada por Kamaru Usman não pode ser totalmente descartada. Recentemente, Nate Diaz integrou a divisão após retornar ao MMA, encerrando um hiato de três anos. O norte-americano bateu Anthony Pettis e logo assumiu a sexta colocação na categoria. O ‘Bad Boy’, agora, terá um novo compromisso contra Jorge Masvidal, atual número três. Uma vitória pode colocar Nate em uma boa condição para disputar o cinturão em um futuro próximo.

Dustin pode tentar seguir os passos do compatriota e buscar um confronto contra um atleta da categoria de cima. Resta ao atleta confirmar o desejo e relatar ao Ultimate.Caso a migração aconteça, esta seria a terceira divisão em que Poirier se arriscaria desde que assinou contrato com o Ultimate. O atleta fez seu debute na empresa atuando pelos penas (até 65,7kg.)

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário