Alex Cowboy afirma que temeu ser derrotado no UFC 248

Brasileiro, que precisava vencer no último final de semana, confirma confronto apertado contra Max Griffin e pede mais lutas esse ano

A. Cowboy em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram @alexcowboyoficial

O brasileiro Alex Cowboy foi um dos atletas com um dos compromissos mais duros no UFC 248, realizado no último sábado (7), em Las Vegas (EUA). Vindo de três derrotas consecutivas, o meio-médio precisava vencer Max Griffin para não correr riscos de ser dispensado pela organização. Após conquistar a vitória, o combatente de Três Rios (RJ) afirmo, em entrevista ao ‘Ag.Fight’, que temeu pela derrota quando o resultado foi para os juízes.

Veja Também

Dana White exalta Weili Zhang e projeta estrelato à chinesa como os de McGregor e Ronda
Justin Gaethje diz que vai socar Dana White, caso McGregor receba o direito de enfrentar Khabib
Vindo de derrota, Elizeu Capoeira mira grande apresentação contra Alexey Kuchenkoneste sábado  

“Sim (temi pela vitória). O primeiro round foi dele (Griffin), o segundo foi meu e o terceiro eu ganhei apertado. Mas quem tem fé, coração e acredita no potencial, chega aonde quer. Fui mais agressivo do que ele (no terceiro round), mas ele caiu por cima no final. Aí eu pensei: ‘Só não posso deixar ele me agredir, nem fazer muita coisa, senão ele pode virar o jogo’”, disse Cowboy.

Ainda no octógono, o atleta, em entrevista a Joe Rogan, falou aliviado que já está pronto para realizar mais um confronto. Alex se tornou conhecido dentro do Ultimate por estar sempre se apresentando e nunca rejeitar um desafio, seja contra quem for.

Com o novo triunfo, o brasileiro, agora, respira mais aliviado e pode retomar sua trajetória rumo ao topo da divisão, que hoje é dominada por Kamaru Usman.

Aos 32 anos, hoje, Cowboy soma 32 lutas como profissional no MMA. O combatente tem 21 triunfos, oito derrotas, um empate e duas lutas sem resultado.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário