Durinho pede que McGregor seja retirado do ranking do UFC após anúncio de aposentadoria

Brasileiro compara situação de irlandês à de Henry Cejudo, que pendurou as luvas em maio e teve seu cinturão tomado

G. Durinho (foto) pede que C. McGregor seja retirado do ranking do UFC. Foto: Reprodução/Instagram @gilbert_burns

Desafiante ao cinturão dos meio-médios (até 77kg.) em julho, Gilbert Durinho sugeriu que o UFC adote postura imparcial e retire Conor McGregor dos rankings da organização após o ‘Notório’ ter anunciado a aposentadoria do MMA. O brasileiro afirma que a empresa adote a mesma medida que foi tomada quando Henry Cejudo pendurou as luvas, em maio.

Veja Também

Vídeo: Dana White divulga trailer empolgante do primeiro evento na ‘Ilha da Luta’
Alexander Volkov se manifesta após derrota para Blaydes: ‘Dei meu melhor’
Dana rejeita desafio de Henry Cejudo por terceiro cinturão no UFC: ‘Está aposentado’

“Cejudo se aposentou e eles (diretoria) o retiraram dos rankings muito rapidamente. Vamos fazer isso com Conor também”, escreveu Durinho em sua conta no ‘Twitter’.

Atualmente, o irlandês está ranqueado em dois grupos do UFC. O atleta ocupa a quarta posição entre os leves (até 70,3kg.) e também faz parte dos melhores peso por peso da organização, na oitava colocação.

Conor anunciou sua aposentadoria durante a realização do UFC 250, que aconteceu em 6 de junho. O atleta usou as redes sociais para confirmar o desejo e pegou muitos fãs de surpresa.

“Pessoal, eu decidi me aposentar. Obrigado pelas memórias incríveis. Foi uma ótima jornada. Aqui está uma foto minha e da minha mãe em Las Vegas, depois de eu conquistar um dos meus títulos mundiais. Escolha a casa de seus sonhos, Mags. Eu te amo. Tudo o que você desejar, é seu”, escreveu o ‘Notório’ na ocasião.

Alguns dias depois, Conor justificou a ação, afirmando que não tem mais ânimo para seguir lutando. O atleta passou o ano de 2019 sem se apresentar, mas retornou ao octógono em janeiro deste ano e promoveu mais um show de técnica ao nocautear Donald Cerrone em menos de um minuto em combate disputado entre os meio-médios.

Mais de duas semanas depois do anúncio, Conor segue intacto entre os leves e não tem negociações para retornar ao Ultimate.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments