Após derrota em estreia, Philipe Lins espera grande vitória neste sábado, pelo UFC Las Vegas 4

Único representante brasileiro no card, lutador faz segunda apresentação pelo Ultimate contra Tanner Boser e quer convencer com atuação segura

P. Lins (dir.) busca a primeira vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram @philipelins

Campeão do grand prix dos pesados da PFL (Professional Fighters League) de 2018, Philipe Lins não teve a estreia esperada no Ultimate. Após ser derrotado pelo veterano Andrei Arlovski, em maio, o potiguar, agora, tem o compromisso de bater Tanner Boser no UFC Las Vegas 4, neste sábado (27). Com pouco mais de um mês para a preparação, o brasileiro acredita que está pronto para mostrar seu potencial contra o canadense.

Veja Também

Durinho rebate Masvidal e se diz satisfeito com pagamento para enfrentar Usman
Minotouro fala sobre aposentadoria após trilogia contra Shogun: ‘Chegou a hora’
Vídeo: Influenciadores russos fazem luta bizarra em topo de prédio

“Eu aproveitei minha preparação física da luta anterior (contra Arlovski) e continuei para essa. Estou bem treinado. Meu adversário gosta da trocação, eu também. Então, acho que vai ser uma ótima luta. Ele é um cara que se movimenta super bem para um peso pesado (até 120,2kg.). Ele troca de base, chuta, bate de canhota e de direita. A gente montou uma estratégia aqui para eu estar bem preparado e não ter nada na luta que me surpreendesse. Assisti bastante as lutas dele e acredito que vou sair com a vitória”, disse o brasileiro em entrevista ao ‘Combate’.

Embora saiba que irá enfrentar um oponente perigoso, conhecido pela força nos punhos, Lins está seguro de que tem totais condições de sair com a mão erguida ao final do confronto. Desta forma, Philipe busca o resultado positivo sobre o rival, que também vem de derrota na organização.

“Acredito que vai ser uma ótima luta, sempre procuro fazer grandes lutas e ir pra cima do meu adversário pra nocautear ou finalizar. Essa luta tem todos os ingredientes pra ser um grande combate”, finalizou.

Representante da American Top Team, o potiguar de 34 anos, hoje, soma 14 vitórias e quatro derrotas em seu cartel como profissional no MMA.

Caminhando para sua 25ª luta na carreira, Booser chega à sua terceira apresentação pelo UFC. O canadense tem um resultado negativo e um triunfo calçando as luvas da companhia.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments