Patrício ‘Pitbull’, campeão do Bellator, garante: ‘Só libero o cinturão para o meu irmão’

Brasileiro se tornou campeão do peso leve em 2019, porém ainda não defendeu seu título

P. Freire fala sobre cinturão do Bellator. Foto: Reprodução/Instagram

Atualmente, os lutadores não desejam apenas ser campeões de suas respectivas classes de peso e sim campeões de duas categorias. No entanto, o cronograma de lutas acaba sendo prejudicado e quem está sofrendo com isso é Patrício Freire, número um dos pesos pena (65,8kg) e leve (70,3kg) do Bellator. Ao site norte-americano MMA Fighting, ‘Pitbull’ informou que só irá abdicar do cinturão dos leves, caso seu irmão, Patricky, um dos tops da categoria, alcance o posto de desafiante.

Veja Também

Vadim Nemkov quer vencedor de Lyoto Machida x Phil Davis para primeira defesa de título no Bellator
Werdum quer enfrentar Fedor, mas decisão esbarra em chance de conquistar cinturão no ONE FC
Dana confirma que luta contra Uriah Hall vai selar a aposentadoria de Anderson Silva
Vídeo: Filho de Wanderlei Silva, Thor estreia com vitória no boxe amador

“Só vou liberar o cinturão dos leves, se meu irmão for escolhido. Não há outra possibilidade disso acontecer. Se houver qualquer outro desafiante, lutarei”, disse o brasileiro.

E boas opões não faltam. De acordo com o lutador, além de Patricky, Brent Primus e Myles Jury também são competidores que se destacam.

Um dos atletas mais condecorados da história do Bellator, Patrício também revelou que pediu à companhia para lutar pelo cinturão do peso galo (61,2kg), pois deseja fazer história no MMA, ao se tornar campeão triplo.

“Para tirar o cinturão de mim, terá que ser à força. Pedi para ser o desafiante dos galos, mas o Bellator quer que eu termine o torneio dos penas. Conquistar o cinturão dos penas e leves foi muito difícil, então não iria liberar. Só faço isso contra meu irmão e para a categoria não ficar parada”

‘Pitbull’ estava escalado para defender o cinturão dos penas contra Pedro Carvalho em março, mas a luta foi cancelada devido a pandemia de coronavírus. O plano do Bellator é realizar o combate em outubro, na Europa. O brasileiro se tornou campeão dos leves em maio de 2019, ao nocautear Michael Chandler, no primeiro round. Desde então, realizou apenas uma luta e avançou no Grand Prix dos penas ao passar por Juan Archuleta, em setembro do ano passado.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments