Liberdade condicional de ex-UFC por abuso sexual contra menores gera revolta em Dan Hardy | SUPER LUTAS

Liberdade condicional de ex-UFC por abuso sexual contra menores gera revolta em Dan Hardy

O lutador Abel Trujillo admitiu que trocava mensagens com teor impróprio com menores de idade e comentarista do UFC critica sentença

A. Trujillo admite culpa e D. Hardy não perdoa crime. Foto: Reprodução/Instagram

O MMA é um esporte, relativamente, novo, que cresce a cada dia, porém também apresenta um lado obscuro. Não são poucos os casos de atletas com históricos pesados e passagens pela cadeia. Dessa vez, o protagonista da polêmica é Abel Trujillo. Segundo o site norte-americano 9News, o ex-lutador do UFC, foi condenado a dois anos de liberdade condicional em um caso de exploração infantil. Ele foi acusado de promoção de obscenidade a um menor, tentativa de exploração sexual de uma criança e exploração sexual de uma criança.

Veja Também

Como não poderia ser diferente, ao saber da sentença, Dan Hardy, também ex-atleta da organização e atual comentarista na mesma, se revoltou e gostaria de que a pena fosse de morte.

“Como você consegue liberdade condicional por uma m**** dessa? Basta enforcá-lo e pronto. Ele não deveria ter mais direito ao oxigênio”, postou Hardy. Ainda irritado, o inglês publicou “não se pode curar essa doença!”.

Em julho de 2019, Trujillo foi acusado de exploração sexual envolvendo menores de idade e ficou 18 meses na cadeia. Em março de 2020, o ex-lutador se declarou culpado por comportamento obsceno. Uma garota de 16 anos alegou que Abel Trujillo enviou fotos de seu órgão genital e vídeos dele se masturbando depois de abordá-la pelas redes sociais em 2018.

A vítima disse à polícia que pediu que Trujillo parasse e o bloqueou. Seis meses depois, ela atualizou suas redes sociais e ele voltou a enviar mais fotos nuas. A menina confessou ter conversado com o ex-lutador, porque era uma pessoa conhecida e ela gostava de receber atenção, mas ficou desconfortável ao ir pro lado sexual. Foi quando procurou a polícia, dizendo que acreditava que Trujillo sabia que ela era menor de idade.

Após rastrear a residência do ex-lutador, no Colorado, a polícia obteve um mandado de busca e entrou no apartamento de Trujillo, que admitiu ter conversado com várias mulheres menores de 18 anos, saber que a vítima era menor de idade e ter enviado e pedido por fotos nuas. A polícia apreendeu o telefone de Trujillo, várias fotos com esse teor foram encontradas e confirmou que o ex-lutador estava, de fato, envolvido pelo seu estilo corporal, tatuagens e tom de pele.

Abel Trujillo encerrou sua carreira no MMA em 2017, com 15 vitórias e oito derrotas. O ex-peso leve (70kg) disputou 11 lutas pelo UFC e, no octógono, virou um dos atletas favoritos dos fãs por conta de seu estilo agressivo. O melhor momento de ‘Killa’  no esporte foi a vitória de virada contra Jamie Varner, que lhe rendeu os bônus de nocaute e luta da noite.

A queda do ‘Império Pitbull’ no Bellator e a prévia para o UFC 265

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments