Tyron Woodley sobre amizade com Jorge Masvidal: ‘Ele me deu motivação e responsabilidade’

Ex-campeão do peso meio-médio do UFC conta com o reforço de Jorge Masvidal para lutar contra Colby Covington

T. Woodley (dir.) recebe ajuda de J. Masvidal (esq.). Foto: Reprodução/Instagram @twooodley

O peso meio-médio (77kg) do UFC é conhecido pelo alto nível de seu top-15, mas, outra característica marcante, principalmente, entre os seis melhores, é a rivalidade. Kamaru Usman, Colby Covington, Jorge Masvidal e Tyron Woodley possuem muitos desafetos, mas também há espaço para o ditado “o inimigo do meu inimigo é meu amigo”. Woodley revelou que está treinando com Masvidal para enfrentar Covington, no dia 19 de setembro, e está radiante. À ESPN americana, o ex-campeão da categoria, que perdeu as duas últimas lutas, admitiu que não estava bem, mas garantiu estar pronto e motivado para o mais novo desafio por estar treinando com o parceiro de longa data de American Top Team e agradeceu o apoio.

Veja Também

Vitor Belfort compara Paulo ‘Borrachinha’ x Israel Adesanya a sua luta contra Anderson Silva
Alistair Overeem afirma ser melhor do que Augusto Sakai em todas as áreas e promete vencer até o segundo round
Augusto Sakai projeta grande vitória sobre Overeem para chegar ao cinturão: ‘É meu foco agora’
Liberdade condicional de ex-UFC por abuso sexual contra menores gera revolta em Dan Hardy
Joanna Jedrzejczyk nega aposentadoria e mantém sonho de ser campeã do UFC

“Quando Masvidal me procurou, aceitei na hora. Somos iguais! Viemos do nada e tivemos uma longa carreira, porque nos colocamos em situações desconfortáveis ​​no treinamento para ter sucesso no octógono. Quero vê-lo bem, ganhando dinheiro e ele quer me ver de volta ao topo. Conversamos muito e ele disse que tenho que usar a cabeça. Realmente, eu estava perdido, olha o que aconteceu. Ele me deu motivação e responsabilidade. Não quero decepcioná-lo. Há cerca de um ano, Masvidal tinha me dito que havia coisas tóxicas em minha vida, que eu precisava apagá-las. Apaguei e agora posso respirar. Estou de volta e o agradeço por isso”, disse Woodley.

No entanto, Woodley viveu um dilema. ‘The Chosen One’ também é próximo de Ben Askren, que foi nocauteado, justamente, por Masvidal em incríveis cinco segundos, mas não escondeu dele a parceria.

“Antes mesmo de Masvidal me procurar, liguei para Askren e disse que treinaria com Masvidal. Isso nos beneficiaria. Não sei como ele se sente a respeito, mas não posso fazer do inimigo dele, meu inimigo. Eles não são tão inimigos assim. Ambos precisavam construir a luta e o nocaute aconteceu. Todos sofrem com isso no esporte, a menos que você seja Khabib. Começamos a treinar e Masvidal se divertiu tanto que disse que voltaria e voltou. Somos apenas ferro afiando ferro!”, finalizou.

 

Ver essa foto no Instagram

 

For y’all Nosey asses! @gamebredfighter @monsterenergy @cbdmd.usa @americantopteam

Uma publicação compartilhada por Tyron Woodley (@twooodley) em

Aos 38 anos, Tyron Woodley vive a pior fase de sua carreira. O ex-campeão do peso meio-médio perdeu o cinturão ao ser dominado por Kamaru Usman, em 2019, e também foi facilmente superado por Gilbert ‘Durinho’. Além disso, o norte-americano perdeu todos os rounds dos duelos. Com uma idade avançada para o MMA, Woodley sabe que a luta contra o rival Colby Covington pode ser sua última chance de mostrar que ainda integra os melhores da categoria.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments