Vídeo: Colby Covington é deixado ‘no vácuo’ ao tentar beijar mão de Donald Trump

Episódio aconteceu quando o presidente dos Estados Unidos promovia a luta do meio-médio contra Tyron Woodley, que acontece neste sábado

C. Covington (esq.) foi deixado ‘no vácuo’ após tentar beijar mão de D. Trump (dir.). Foto: Reprodução/Instagram

Eleitor confesso do presidente dos Estados Unidos, Colby Covington foi deixado ‘no vácuo’ após tentar beijar a mão de Donald Trump no vídeo em que o chefe de estado promovia a luta do meio-médio (até 77kg.) contra Tyron Woodley, que acontece neste sábado (19). As imagens foram publicadas pelo ‘Caos’ em suas redes sociais.

Veja Também

Dana White não se mostra surpreso com novo escândalo envolvendo Conor McGregor
Veterano do MMA, Jon Fitch anuncia aposentadoria após derrota para Neiman Gracie no Bellator 246
Vídeo: Lutador dá show no UFC Las Vegas 10 e comemora aplicando bela queda em treinador
Archuleta vence Mix e conquista cinturão dos galos no Bellator 246; Neiman Gracie finaliza Jon Fitch
Em luta equilibrada, Michelle Waterson supera Angela Hill por pontos no UFC Las Vegas 10

O episódio aconteceu depois que Trump elogiou o atleta e confirmou sua torcida para Covington no confronto contra o ex-campeão linear da divisão, neste final de semana.

“Eu vou assistir Colby. Sou um grande fã. Ele é um grande vencedor, um campeão. Vai ser uma grande noite, desejo toda sorte. Boa sorte, campeão”, disse o presidente.

Depois da fala, o lutador agradeceu a fala e, não satisfeito com um cumprimento simples, tentou beijar a mão de Donald, que, em atitude evasiva, não permitiu a ação.

Luta contra Woodley

O duelo contra Tyron Woodley promove um encontro importante para a categoria dos meio-médios. Vindo de derrotas, os atletas tentarão retomar o caminho das vitórias e podem garantir uma disputa de cinturão, caso vençam de forma convincente.

Campeão da divisão entre 2016 e 2019, Woodley não vive o melhor momento na carreira. Após perder o posto de líder do grupo para Kamaru Usman, em março de 2019, o norte-americano conheceu sua segunda derrota consecutiva no encontro contra Gilbert Durinho, em maio. Até o revés para o brasileiro, Tyron nunca havia perdido dois compromissos em sequência.

Motivado pelo desejo de voltar a lutar pelo título, Covington, que foi batido pelo atual campeão em uma batalha no UFC 245, em dezembro do ano passado, precisa passar pelo Woodley, caso queira recuperar a condição de desafiante. Ex-campeão interino da categoria, o norte-americano, hoje, é o número dois da divisão.

Veja o episódio de Colby com Trump

 

Ver essa foto no Instagram

 

The #POTUS @realdonaldtrump will be tuned into @ESPN to watch me at #UFCVegas11 this Saturday night, how about you snowflakes? 👔- @sartoriagherardi

Uma publicação compartilhada por colbycovington (@colbycovmma) em

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments