Após mais uma finalização, Mackenzie Dern se torna recordista do peso palha e pretende se firmar no topo

Brasileira especialista em jiu-jitsu é a lutadora que mais finalizou na categoria e acredita ser uma ameaça às tops

M. Dern é a lutadora que mais finalizou no peso palha. Foto: Reprodução/Instagram

Tudo indica que, aos poucos, Mackenzie Dern vai confirmando as expectativas quanto ao seu desempenho no MMA. A atleta ,cujo currículo no jiu-jitsu é vasto, finalizou a experiente Randa Markos, no UFC Las Vegas 11, evento realizado no sábado (19), nos EUA, por finalização no primeiro round e a vitória foi importante por três motivos: ampliou seu bom momento na organização, a tornou a recordista de finalizações do peso palha (52,2kg), ao lado de Rose Namajunas e Cynthia Calvillo (três vezes), e a consolidou no top-15 da categoria.

Na coletiva de imprensa pós-show, a brasileira se mostrou surpresa pelo fato da adversária apostar na luta agarrada contra ela e revelou que, uma vez que isso aconteceu, sabia que era apenas uma questão de tempo para finalizá-la.

Veja Também

Embalado por vitória no UFC Las Vegas 11, Chimaev mira luta contra Demian Maia e campeões
Dana White se rende ao talento de Khamzat Chimaev: ‘Nunca vi algo assim na minha vida’
Dana White sugere aposentadorias de Donald Cerrone e Tyron Woodley
Após vitória dominante, Dana White analisa futuro de Colby Covington: ‘Talvez enfrente Masvidal’
Leon Edwards desafia Colby Covington e chama rival de racista: ‘Eu cuido dele em dezembro’

“Foi incrível, mas fiquei chocada. A maioria das pessoas não lutaria no solo comigo e Randa não tentou se levantar. Eu sabia que iria finalizar e tinha muitas opções em mente. Randa é guerreira, experiente, costuma lutar os três rounds e não desiste. Ela é uma wrestler e seu grappling não é ruim. Apesar dela estar se defendendo, eu tinha mais dois ou três minutos para ajustar a posição”, disse Mackenzie.

Feliz por ser a lutadora que mais finalizou nos palhas, Mackenzie sabe que tem muito a evoluir no MMA, está animada quanto ao seu futuro no esporte e acredita que já seja uma ameaça às tops da categoria.

“Me disseram que sou a lutadora que mais finalizou na história dos palhas e sou apenas a 15ª no ranking, imaginem o que farei até chegar ao cinturão. Isso mostra o quão perigosa eu sou no solo. Sou uma concorrente ao cinturão, mas sei que tenho muito a melhorar. Estou muito animada para me tornar uma lutadora completa. Acho que vou mostrar algo novo contra qualquer adversária que o UFC escolher. Fiquei triste pela minha derrota, porque meu cartel estava muito bonito, mas sou uma lutadora diferente. Tenho batido o peso facilmente, estou focada, levando a carreira a sério e espero que as pessoas me vejam como um problema para as tops da categoria”, confessou.

A especialista em jiu-jitsu também deseja voltar a lutar ainda esse ano.

“Gostaria de fazer mais uma luta em 2020. Quando tenho um camp completo e posso treinar três vezes ao dia, me sinto melhor do que nunca. Eu adoraria lutar mais uma vez e irei pedir isso ao UFC”, finalizou.

Mackenzie Dern, de 27 anos, chegou ao UFC em 2018 e já disputou cinco lutas pela organização, com quatro vitórias e uma derrota, a primeira de sua carreira, contra Amanda Ribas. Em suas duas últimas aparições, a brasileira finalizou Randa Markos e Hannah Cifers no primeiro round e faturou dois bônus de performance.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments