Sem chegar a um acordo com o UFC, McGregor e Poirier aceitam se enfrentar em luta beneficente

Em atrito com a organização, atletas, que foram rivais no passado, deixaram a inimizade de lado por uma boa causa

C. McGregor (esq.) e D. Poirier (dir) aceitam disputar luta beneficente. Foto: Reprodução/Instagram

O ano de 2020 é totalmente fora do comum e o caos também é visto no MMA. Diversos atletas importantes, como Jon Jones e Jorge Masvidal, entraram em rota de colisão com o UFC e, agora, mais dois nomes entraram em atrito: Conor McGregor e Dustin Poirier. Após não ter um de seus desejos atendidos e também negado um pedido da organização, o primeiro decidiu se aposentar. Já o segundo não chegou a um acordo com a companhia para enfrentar Tony Ferguson e sua situação segue indefinida.

Contudo, como não desejam ficar parados, a dupla surpreendeu ao anunciar uma boa ação. O irlandês e o norte-americano concordaram em realizar uma luta de MMA beneficente, na Irlanda, para ajudar instituições de caridade. A ideia foi proposta pelo ex-campeão do peso pena (65,8kg) e leve (70,3kg), prontamente, aceita pelo ex-campeão interino dos leves e, se tudo der certo, deve acontecer no dia 12 de dezembro.

Veja Também

Irritado com ‘sarrada’ de Adesanya, Borrachinha pede revanche: ‘Questão de honra’
Dana White revela próximos desafiantes aos cinturões de Israel Adesanya e Jan Blachowicz
Animado quanto ao seu futuro no UFC, Israel Adesanya lista possíveis adversários: ‘Ainda tenho muito a fazer’
Israel Adesanya mostra humildade ao enaltecer Anderson Silva e nega comparações: ‘Ele é único no MMA’

“Ei irmão! Você quer fazer uma luta beneficente de MMA? Zero a ver com o UFC. Vou doar a metade do valor para a sua instituição de caridade. Venda pacotes de pay-per-view ou feche algum contrato de TV para ajudarmos outras instituições de caridade que estão perto do meu coração também. Estou envolvido com muitas. Estritamente uma “exposição” de caridade”, propôs McGregor em seu Twitter.

“12 de dezembro no Point Depot, na Irlanda. Sem pesagem, peso aberto e regras unificadas. Vou providenciar todas as passagens para você e sua família. McGregor Sports e Entertainment MMA, em associação com a The Good Fight Foundation: Charity Mixed Martial Arts!”

“Estou dentro! Faremos isso! Muitas pessoas vão se beneficiar”, concordou Poirier.

“Excelente! Vamos conversar offline e continuar o processo a partir daqui. Você é um homem bom! Eu respeito muito seus esforços filantrópicos, bem como a maneira como você se comportou, após nossa primeira luta. Você tem meu respeito!”, elogiou McGregor.

“Respeito”, finalizou Poirier.

Nos últimos anos, Dustin Poirier e sua esposa fazem um bonito trabalho de caridade ao redor do mundo, por meio da Fundação Good Fight. Eles ajudaram a construir poços de água em Uganda, doaram materiais escolares para escolas, na Louisiana, Estados Unidos, entre outras coisas.

Apesar do desejo e do acerto entre Conor McGregor e Poirier, a luta beneficente só acontecerá, caso o UFC libere os atletas, já que possui contrato de exclusividade com eles. Vale lembrar que os lutadores se enfrentaram em 2014 e, na ocasião, protagonizaram um trash talk pesado e a estrela irlandesa venceu por nocaute no primeiro round. Desde então, ‘The Diamond’ quis acertar as contas, pedindo a revanche tanto no peso pena, quanto no peso leve.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments