Weidman afirma que Chimaev precisa de humildade e faz desafio: ‘Estou dentro, em janeiro’

Ex-campeão dos médios se diz disposto a tentar acabar com a invencibilidade da nova sensação do UFC

C. Weidman (foto) faz desafio a K. Chimaev. Foto: Reprodução/Instagram @chrisweidman

Na busca incessante por um novo adversário, Khamzat Chimaev tem encontrado dificuldades para seguir ativo no UFC. Considerado um novo fenômeno da organização, o sueco vem fazendo vítimas desde sua estreia com as luvas da empresa. Observando o sucesso do atleta, Chris Weidman aceitou o desfio e afirmou que enfrentaria Chimaev no próximo ano.

Veja Também

Podcast SUPER LUTAS #013 analisa tudo o que rolou no UFC Ilha da Luta 5
Insatisfeito com mistério sobre adversário, Khamzat Chimaev sonha alto: ‘O cinturão está chegando’
Depois de ‘passeio’ no Bellator 249, Cris Cyborg cobra Dana White por revanche contra Amanda Nunes
Cris Cyborg finaliza Arlene Blencowe e defende o cinturão no Bellator 249
VÍDEO: Assista à finalização de Cris Cyborg no Bellator 249

“O Chimaev precisa de humildade e eu adoraria dar isso a ele. Em janeiro, estou dentro. UFC, faça acontecer”, escreveu Weidman, em sua conta no ‘Twitter’.

Ex-campeão dos médios (até 83,9kg.), Chris passou por uma fase conturbada na carreira. O atleta, que já esteve no topo da categoria e é conhecido por ter desbancado o lendário Anderson Silva, encarou uma sequência de cinco derrotas em seis apresentações.

Weidman, no entanto, conseguiu se recuperar em sua última apresentação, em agosto, quando superou Omari Akhmedov por pontos. O triunfo sobre o russo, no entanto, não apaga o retrospecto recente negativo do norte-americano. Chris ainda precisa provar que tem condições de atuar em alto nível e uma vitória sobre a sensação do momento poderia alçá-lo novamente para uma futura disputa de título.

Khamzat estreou no Ultimate em julho deste ano. Em seu primeiro compromisso, o sueco finalizou John Phillips no segundo round. 10 dias depois, Chimaev estava novamente no octógono para enfrentar Rhys McKee. Desta vez, nocaute em menos de quatro minutos.

Colocado à pela terceira vez em dois meses, o sueco, em setembro, confirmou seu talento no triunfo sobre Gerald Meerschaert, quando atropelou o veterano em 17 segundos.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments