Apesar da amizade, Cormier promete ser imparcial ao analisar a luta entre Khabib e Gaethje no UFC 254

Ex-campeão do UFC e atual comentarista da ESPN admite que será difícil comentar a luta do número um dos leves, mas promete fazer um bom trabalho

D. Cormier se diz preparado para comentar a luta de K. Nurmagomedov. Foto: Reprodução/Instagram

Daniel Cormier trocou de vez a vida de lutador para a de analista de MMA, mas se engana quem acha que seu trabalho ficou mais fácil. O ex-campeão do peso meio-pesado (93kg) e pesado (120,2kg), atualmente, é contratado da ESPN americana e terá a missão de comentar a grande luta entre seu amigo e parceiro de treino, Khabib Nurmagomedov e Justin Gaethje, válida pelo UFC 254, que acontece neste sábado (24), em Abu Dhabi.

Na coletiva de imprensa pré-evento, ‘DC’ sabe que a decisão da empresa pode ser criticada, devido a forte ligação que tem com o campeão dos leves (70,3kg), porém garantiu que será imparcial. Cormier também se defendeu ao explicar que já analisou lutas de outros membros da AKA (American Kickboxing Academy) e que só ficaria contrariado, caso o russo lutasse contra um inimigo declarado, coisa que Gaethje não é.

Veja Também

Cormier admite que Gaethje é uma ameaça, mas acredita que Khabib vai se aposentar invicto
Daniel Cormier critica a polêmica ‘sarrada’ de Israel Adesanya em Paulo Borrachinha: ‘Me deixou mal’
Após criticar Jan Blachowicz, Daniel Cormier se rende ao novo campeão: ‘Inspiração para a nova geração’
Daniel Cormier confessa fascínio por possível superluta entre Jon Jones e Israel Adesanya
Empolgado com sucesso de Khamzat Chimaev, Daniel Cormier cita adversário ideal e faz previsão ousada

“Sempre disse que não gostaria de comentar as lutas dos meus companheiros de equipe, mas, como estou em uma nova fase da minha vida, preciso fazer isso. Esse é o meu trabalho. Muitos estão questionando se eu consigo ser imparcial, mas já analisei as lutas de Makhachev e Winn e sinto que fiz um bom papel. Acho que posso fazer o mesmo com Khabib. Será difícil, porque ele está há oito anos na AKA e acompanhei seu crescimento desde o início, mas tenho um trabalho a fazer sábado. Admito que não conseguiria analisar se Khabib lutasse contra certos atletas, mas tenho tanto respeito por Gaethje, que não teria problema algum de comentar sua vitória. Gosto dele. Contra McGregor seria difícil, por tudo que houve entre eles”, disse Cormier.

O ex-campeão, que já tinha elogiado o desafiante ao cinturão do russo, não tem dúvida de que ele é a maior ameaça ao reinado do seu amigo e citou seus pontos fortes.

“Eu acredito que Gaethje é a luta mais difícil para Khabib. Por muito tempo, pensamos que Ferguson seria o adversário que lhe daria mais problemas, se é que daria algum, mas Gaethje o venceu muito bem. Esse sim é o adversário mais perigoso para Khabib. Com sua experiência no wrestling e com o poder que possui, é uma ameaça, mas há algo que se destaca ainda mais: sua confiança. Gaethje acredita que vai vencer. Não há dúvidas em sua mente. É essa mentalidade que lhe dá uma boa chance”, finalizou.

Aos 31 anos, Justin Gaethje se tornou campeão interino dos leves e conquistou o direito de lutar pelo cinturão linear contra Khabib Nurmagomedov, ao nocautear Tony Ferguson, em maio de 2020. O norte-americano estreou pela companhia em 2017, suas cinco vitórias nela foram por nocaute e lhe renderam bônus de performance ou de luta da noite.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments