Demetrious Johnson não tem dúvida e crava Jon Jones como melhor lutador da história do MMA

Ex-campeão dos moscas do UFC enaltece 'Bones', justifica sua escolha e cita possíveis ameaças ao compatriota no futuro

D. Johnson cita J. Jones como melhor lutador da história do MMA. Foto: Reprodução/Instagram

Se há um tema que, não importa o que aconteça, sempre vai gerar discussão na comunidade do MMA, esse é o debate para definir o melhor lutador da história do esporte. Recentemente, Daniel Cormier, que para muitos é um dos integrantes dessa lista, excluiu os nomes de Jon Jones e Anderson Silva da disputa, devido ao doping, mas Demetrious Johnson, outro que também costuma ser mencionado, defendeu o ex-campeão dos meio-pesados (93kg) do UFC.

Em entrevista ao site norte-americano MMA Junkie, ‘Mighty Mouse’ afirmou que ‘Bones’ merece o status de lutador número um do esporte e justificou sua escolha, destacando o longo período como campeão e a forma como vencia seus adversários.

Veja Também

Daniel Cormier exclui Jones e Anderson Silva de lista de melhores da história: ‘O antidoping te elimina’
PFL anuncia a contratação de Fabrício Werdum para a temporada 2021
Após salvar o UFC Las Vegas 14, Paul Felder critica atletas que não batem o peso: ‘Façam o que é certo!’
Mesmo aposentado, Khabib Nurmagomedov continua sendo testado pela USADA: ‘Foi a 47ª vez’
Motivado pelo triunfo de Dos Anjos, Cerrone anuncia volta aos leves e promete impressionar em 2021

“É um concurso se popularidade? Meu critério é a longevidade, o domínio e, para mim, Jones tem que ser o número um. Seu reinado como campeão foi longo e vimos como ele derrotou grandes nomes dos meio-pesados. Ele faz tudo! Tem grappling, trocação e dominou a categoria. Acho que Jones lutou 15 vezes pelo cinturão e dá muito trabalho ficar motivado para seguir no topo e vencendo”, elogiou DJ.

Ao mesmo tempo, o ex-campeão dos moscas (56,7kg) do UFC e atual vencedor do GP da categoria do ONE Championship, citou que Khabib Nurmagomedov e Israel Adesanya como possíveis candidatos, caso permaneçam tendo sucesso.

“Depois de um tempo, começou a ficar complicado, não vou mentir. Há atletas que estão muito bem. Se Khabib continuasse lutando e fizesse mais cinco, oito lutas, também o colocaria na briga. Adesanya também está bem. Se ele subir para os meio-pesados, vencer o campeão e lutar contra Jones, definitivamente, estará no caminho certo”, finalizou.

Apesar de mencionar grandes atletas, Demetrious Johnson foi humilde ao não se incluir na disputa, já que preenche seus critérios de longevidade e atuação. O ex-campeão do peso mosca do UFC quebrou o recorde de defesas de cinturão (11 ao todo) e impressionava ao dominar seus adversários.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments