Anthony Hernandez choca o mundo e finaliza Rodolfo Vieira no UFC 258

Lenda do jiu-jitsu, brasileiro começa bem, mas peca na luta em pé e acaba derrotado com uma guilhotina; revés marcou a primeira derrota na carreira do carioca

A. Hernandez encaixa guilhotina que obrigou R. Vieira a bater em desistência. Foto: Reprodução/Instagram

O feitiço virou contra o feiticeiro. Multicampeão mundial de jiu-jitsu, Rodolfo Vieira acabou sendo finalizado por Anthony Hernandez na luta que fechou o card preliminar do UFC 258, realizado neste sábado (13), em Las Vegas (EUA). O revés encerrou a invencibilidade na carreira do brasileiro.

Veja Também

Promessa tupiniquim no peso médio (até 83,9kg.), Vieira entrou como favorito no confronto contra o norte-americano. O carioca começou bem o confronto e chegou próximo de finalizar no primeiro round. Rodolfo, no entanto, acabou pecando na luta em pé, sendo presa fácil no rival.

Após sofrer diversos ataques, o brasileiro deu claros sinais de exaustão e, na segunda etapa, acabou batendo em desistência após ser pego por uma guilhotina.

Com a vitória, se recuperou da derrota sofrida para Kevin Holland, em maio de 2020. O atleta, que entrou pressionado no confronto – com dois resultados negativos em três confrontos -, agora, respira aliviado na organização.

A luta

O confronto começou com Rodolfo derrubando o adversário nos segundos iniciais. Por cima, o brasileiro chegou rapidamente às costas de Hernandez, que se defendia como podia. Anthony conseguiu se virar, mas o carioca seguia em posição de vantagem e pesava seu corpo contra o do norte-americano. Hernandez conseguiu explodir e se levantou. O brasileiro seguia firme na estratégia e voltou a levar o adversário ao chão. O norte-americano ficou de pé novamente, mas Vieira não dava espaço para que o oponente desenvolvesse deu jogo. Anthony conseguiu se desvencilhar e surpreendeu o brasileiro com um direto. O carioca balançou e voltou a insistir na luta agarrada. O norte-americano continuava golpeando e o brasileiro não apresentava reação. O brasileiro seguia bambo e, nos segundos finais, se agarrou nas pernas de Hernandez e administrou o tempo até o gongo soar.

Na segunda etapa, o norte-americano voltou a apostar na trocação contra o brasileiro. Em desvantagem, Rodolfo voltou a derrubar o adversário e, de novo, conseguiu chegar às costas do oponente. Hernandez saiu da posição e se levantou. Anthony conectou um chute alto limpo no rosto do carioca. Rodolfo tentava resistir, mas dava sinais de cansaço. Passados dois minutos, Anthony levou o brasileiro para o chão e encaixou uma guilhotina. Exausto, o brasileiro bateu em desistência.

Belal Muhammad controla Dhiego Lima e vence na decisão unânime

Dhiego Lima mostrou muito coração, mas não conseguiu conter a pressão de Belal Muhammad. Em luta disputada nos meio-médios, o brasileiro foi dominado por três rounds pelo norte-americano e perdeu na decisão unânime dos juízes.

No confronto contra Muhammad, Lima teve a oportunidade de integrar o top 15 da categoria liderada por Kamaru Usman. O norte-americano, hoje, ocupa a 13ª posição no grupo.

Antes de encarar Belal, Dhiego atravessava uma boa fase, com três resultados positivos em sequência. O revés marcou o terceiro resultado negativo do goiano em seis compromissos.

No UFC desde 2016, Muhammad chegou ao seu 9º triunfo com as luvas do Ultimate. Promessa para o futuro da categoria, o norte-americano não perde desde 2019, quando foi superado por Geoff Neal.

Belal Muhammad controla Dhiego Lima e vence na decisão unânime

B. Muhammad (dir.) derrotou D. Lima (esq.) por pontos noUFC 258. Foto: Reprodução/Instagram

Dhiego Lima mostrou muito coração, mas não conseguiu conter a pressão de Belal Muhammad. Em luta disputada nos meio-médios, o brasileiro foi dominado por três rounds pelo norte-americano e perdeu na decisão unânime dos juízes.

No confronto contra Muhammad, Lima teve a oportunidade de integrar o top 15 da categoria liderada por Kamaru Usman. O norte-americano, hoje, ocupa a 13ª posição no grupo.

Antes de encarar Belal, Dhiego atravessava uma boa fase, com três resultados positivos em sequência. O revés marcou o terceiro resultado negativo do goiano em seis compromissos.

No UFC desde 2016, Muhammad chegou ao seu 9º triunfo com as luvas do Ultimate. Promessa para o futuro da categoria, o norte-americano não perde desde 2019, quando foi superado por Geoff Neal.

Polyana Viana finaliza rival e confirma boa fase

P. Viana finaliza M. Martin no UFC 258. Foto: Reprodução/Instagram

Um show de jiu-jitsu. Primeira brasileira a subir no octógono, Polyana Viana deu uma verdadeira aula na ‘arte suave’ contra Mallory Martin. Na terceira luta da noite, a brasileira precisou de menos de quatro minutos para superar a rival com finalização via chave de braço.

Promessa brasileira no peso palha (até 52,1kg.), a paraense afasta de vez o mau momento vivido entre 2018 e 2019, quando somou três derrotas consecutivas. O triunfo sobre Martin garantiu a segunda vitória seguida da atleta.

Visivelmente desapontada por seu desempenho no UFC 258, Marllory sofreu o segundo revés em três apresentações com as luvas do Ultimate. A norte-americana tem apenas uma vitória, conquistada em agosto de 2020.

Com atuação dominante, Chris Gutierrez supera Andre Ewell por pontos

C. Gutierrez (dir.) derrotou A. Ewell (esq.) no UFC 258. Foto: Reprodução/Instagram

Em confronto promovido em peso casado, Chris Gutierrez não deu chances para Andre Ewell. Mesmo prejudicado com o nariz deslocado por um golpe certeiro no confronto, Gutierrez soube driblar a dificuldade e levou a vitória na decisão unânime dos juízes.

A vitória confirmou a boa fase de Chris, que não perde desde sua estreia na organização. Agora, são cinco compromissos sem perder.

A derrota sofrida neste final de semana terá um sabor amargo para Ewell. O atleta vinha embalado com dois resultados positivos em sequência e se estabilizando no peso galo.

Gabriel Green bate Phil Rowe em confronto agitado

G. Green (esq.) bateu P. Rowe (dir.) no UFC 258. Foto: Reprodução/Instagram

Logo na primeira luta do evento, Gabriel Green e Phil Rowe deram trabalho para os juízes. Em confronto equilibrado, válido pelos meio-médios (até 77kg.), Green levou a melhor em dois dos três assaltos e venceu o duelo na decisão unânime dos juízes.

Com o resultado, Gabriel conquistou seu primeiro triunfo com as luvas da organização. Em sua estreia, o combatente acabou batido por Daniel Rodriguez, em maio de 2020.

Debutante na noite, Rowe não teve sorte em seu primeiro compromisso na empresa. O atleta, que chegou ao UFC com a fama de nunca ter um resultado positivo que não fosse por nocaute ou finalização, acabou tendo os planos frustrados.

Resultados do UFC 258

CARD PRINICPAL

Peso meio-médio: : Kamaru Usman derrotou Gilbert Durinho por nocaute técnico a 34s do R3 – Luta pelo cinturão

Peso mosca: Alexa Grasso derrotou Maycee Barber na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso médio: Kelvin Gastelum derrotou Ian Heinisch na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso pena: Ricky Simon derrotou Brian Kelleher na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso médio: Julian Marquez finalizou Maki Pitolo com um triângulo de mão a 4m17s do R3

CARD PRELIMINAR

Peso médio: Anthony Hernandez finalizou Rodolfo Vieira com uma guilhotina a 1m53s do R2

Peso meio-médio:  Belal Muhammad derrotou Dhiego Lima na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso palha: Polyana Viana finalizou Mallory Martin com uma chave de braço a 3m18s do R1

Peso casado: Chris Gutierrez derrotou Andre Ewell na decisão unânime dos juízes (30-26,29-28, 29-27)

Peso meio-médio:  Gabe Green derrotou Philip Rowe na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

 

Podcast #033: As vitórias de Marina Rodriguez no UFC e Tyson Fury no Boxe + ex-campeão preso

Comentários

Deixe um comentário