PFL remove ex-UFC de primeiro evento do ano após acusação de violência doméstica | SUPER LUTAS

PFL remove ex-UFC de primeiro evento do ano após acusação de violência doméstica

Antigo representante do Ultimate, Johnny Case foi cortado do evento de 23 de abril, quando enfrentaria Loik Radzhabov; atleta já tem substituto

J. Case atuou no UFC entre 2014 e 2017. Foto: Reprodução/Instagram

Antigo representante do UFC, Johnny Case não vai mais se apresentar no primeiro evento da PFL do ano. Escalado para enfrentar Loik Radzhabov em 23 de abril, o atleta foi cortado do espetáculo após uma acusação de violência doméstica contra sua mulher. A informação foi divulgada pela assessoria da organização.

Veja Também

Representante do peso pena (até 65,7kg.), Case foi detido na última quinta-feira (1), em Las Vegas (EUA), sob a acusação de violência doméstica contra sua companheira. Segundo o ‘TMZ’, o atleta participou de uma audiência no dia seguinte e só foi liberado após pagamento de uma fiança.

Após a notícia, a PFL optou por desligar Case do espetáculo e, consequentemente do torneio promovido na categoria. Para não perder um confronto, a organização agiu rápido e buscou um substituto para o norte-americano. Agora, Loik enfrentará Alexander Martinez.

Fora de ação, Johnny se defendeu das acusações e, por meio de uma publicação nas redes sociais, lamentou o ocorrido. No texto, o lutador afirma que o suposto caso de violência não é verídico.

“É com o coração pesado que eu anuncio que fui retirado do torneio da PFL. Estou absolutamente arrasado. Todo meu trabalho duro e sacrifício foram tirados por alegações que não são verdadeiras. Quero agradecer aos poucos parentes que me procuraram para ver como eu estava. Vocês não sabem o quanto isso significa. Desculpe aos meus fãs e apoiadores. Não sei o que o futuro guarda para minha carreira. Contarei o meu lado da história no momento certo, mas agora apenas quero ficar com minha família e fazer o que preciso para seguir adiante por enquanto”, escreveu Case, no Instagram.

Aos 31 anos, Johnny se profissionalizou no MMA em 2007. Ao longo de 12 anos de carreira, o lutador realizou 35 confrontos, vencendo 27, perdendo em sete e empatando em uma peleja. O combatente atuou no UFC entre 2014 e 2017, acumulando quatro resultados positivos e dois negativos.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments