Ryan Bader afirma que vencer revanches no GP do Bellator pode tornar a conquista do título mais especial | SUPER LUTAS

Ryan Bader afirma que vencer revanches no GP do Bellator pode tornar a conquista do título mais especial

Ex-campeão dos meio-pesados (até 93kg), o veterano afirmou que o cinturão terá um 'sabor doce', caso se vingue dos atletas que já o derrotaram na carreira

R. Bader quer conquistar novamente o cinturão dos meio-pesados do Bellator. Foto: Reprodução/Instagram @ryanbader

Para reconquistar o cinturão dos meio-pesados (até 93kg) do Bellator, Ryan Bader pode ter que enfrentar adversários já conhecidos em sua carreira. O veterano afirmou que vencer revanches durante o grand prix da divisão, pode tornar um provável título ainda mais especial. O norte-americano tem um duelo marcado contra Lyoto Machida, que já o derrotou no passado, nesta sexta (9), no Bellator 256.

Veja Também

“Quando perco, penso na revanche e tento aprender com os erros. Ao longo da minha carreira, sempre construí grandes sequências de vitórias depois de uma derrota. Não vejo isso como uma coisa ruim. No MMA, você vai sofrer perder um dia. Claro que eu quero me vingar dos lutadores que me derrotaram. Estou lutando contra Lyoto, para quem perdi em 2012, e posso enfrentar (Anthony)Johnson e (Vadim) Nemkov, que também me venceram. É mais doce”, afirmou Bader em declaração ao ‘MMA Junkie’.

O ex-líder do grupo até 93kg, falou sobre a perda do cinturão para Vadim Nemkov. O meio-pesado evitou dar desculpas para o nocaute sofrido, mas afirmou que irá buscar se vingar do russo e de outros lutadores que já o venceram em sua carreira.

“Eu poderia dar desculpas, mas eu simplesmente levei um chute na cabeça. Essas coisas acontecem no MMA. Às vezes, não é sua noite e Nemkov me venceu. Eu poderia ter pedido uma revanche imediata, mas vencer o Grand Prix e reconquistar o cinturão derrotando esses caras, será a maneira mais doce. Sou um competidor e sempre fui competitivo”, declarou Ryan.

Aos 37 anos, Ryan Bader trocou o UFC pelo Bellator em 2017 e mudou de patamar no MMA. No Ultimate, o americano alcançou o top-5 dos meio-pesados, mas nunca chegou a ser campeão. Contudo, na organização presidida por Scott Coker, ‘Darth’ se tornou campeão dos pesados (até 120,2kg) e dos meios-pesados. Sua primeira e única derrota na empresa foi justamente em sua última luta, em agosto de 2020, diante de Vadim Nemkov.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments