De volta após quatro anos, peso pesado massacra rival com nocaute fulminante no UFC Vegas 23

Sem lutar desde 2016, Jarjis Danho atropela Yorgan De Castro em confronto realizado no card preliminar

De volta ao Ultimate após mais de quatro anos afastado do MMA, Jarjis Danho retornou em grande estilo. No confronto contra Yorgan De Castro, realizado neste sábado (10), pelo UFC Las Vegas 23, o sírio aceitou a trocação franca e promoveu um nocaute brutal ainda no primeiro round. O atleta não lutava desde 2016.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Aos 37 anos, Danho, que conviveu com lesões nos últimos anos, voltou a vencer um confronto depois de quase seis anos. O último triunfo do sírio havia acontecido em maio de 2015, quando passou por Stefan Traunmueller, pelo Desert Force 17.

O atropelo sobre Castro também marcou o primeiro triunfo de Jarjis com as luvas do Ultimate. O lutador, que estreou na organização em 2016, em duas apresentações, teve uma derrota e um empate.

PUBLICIDADE:

A derrota para Danho ligou o sinal de alerta para Yorgan. O resultado confirmou o terceiro resultado negativo em sequência do lutador de Cabo Verde. Em maio de 2020, o atleta perdeu os dois compromissos.

A luta

Logo no início do confronto, os atletas deram sinais de que a luta poderia ser encerrada ainda no primeiro round. Aceitando a trocação franca, Yorgan e Danho trocaram golpes potentes no octógono, buscando acabar com a luta na via rápida. Após um cruzado na têmpora, melhor para o sírio. Com um golpe limpo na cabeça de Castro, Jarjis ‘apagou’ o rival, que desabou imediatamente, obrigando o árbitro a interromper o duelo.

PUBLICIDADE:

Derrotado em estreia, Mateusz Gamrot vence primeira no UFC

M. Gamrot comemora vitória no UFC Las Vegas 23. Foto: Reprodução/Instagram

PUBLICIDADE:

Depois de perder em sua estreia em uma decisão dividida, Mateusz Gamrot deu a volta por cima no Ultimate. No confronto contra Scott Holtzman, o polonês precisou de dois rounds para liquidar a fatura diante do rival. Com um nocaute imponente, o lutador somou seu primeiro tento na organização.

Representante dos leves (até 70,3kg.), Mateusz fez sua primeira luta no UFC em outubro de 2020. Após uma derrota polêmica, que colocou fim na invencibilidade do polonês em 19 apresentações, o combatente conseguiu triunfar em uma apresentação dominante. Agora, o combatente tem 18 triunfos, um revés e uma luta ‘sem resultado’.

Enquanto Mateusz comemora, Holtzman lamenta. Derrotado por Beneil Dariush em seu último compromisso, o norte-americano perdeu a segunda consecutiva. Veterano na organização, agora, Scott tem três reveses considerando cinco lutas passadas.

Chileno estreia com derrota em luta sangrenta

J. Makdessi (esq.) derrotou I. Bahamondes (dir.) na decisão dos juízes no UFC las Vegas 23. Foto: Reprodução/Instagram

Uma verdadeira batalha marcou o encontro entre John Makdessi e Ignacio Bahamondes. Estreante no espetáculo, o chileno conheceu de forma dura as dificuldades encontradas no UFC. Em duelo promovido pelos leves, o canadense aceitou a trocação franca e levou a melhor após três rounds, vencendo na decisão unânime dos juízes em uma das melhores lutas do card.

Experiente no Ultimate, Makdessi se recuperou da derrota sofrida para Francisco Massaranduba, em março de 2020. Agora, o combatente soma 18 resultados positivos em 25 compromissos como profissional no MMA.

Estreante na empresa, Ignacio não teve vida fácil. Revelado pelo ‘Contender Series’, o chileno chegou perto de ser nocauteado ainda no primeiro round, mas se recuperou e equilibrou o duelo nas etapas seguintes. Derrotado por pontos, o atleta deixou o octógono com o rosto bastante ferido.

Shore vence luta movimentada e segue 100%

J. Shore derrotou H. Azure na decisão dividida dos juízes no UFC Las Vegas 23. Foto: Reprodução/Instagram

Em duelo disputado no peso galo (até 61,2kg.), Jack Shore e Hunter Azure promoveram um dos confrontos mais movimentados do card preliminar. Na batalha do ‘bateu, levou’, os lutadores abriram as caixas de ferramenta e protagonizaram um combate marcado pelo equilíbrio. Após 15 minutos de ação, o galês levou a melhor, vencendo na decisão dividida dos juízes.

O triunfo por pontos confirmou os 100% de aproveitamento na carreira de Shore. O atleta subiu ao octógono para defender 13 resultados positivos em sequência e, agora, dá seguimento à trajetória rumo à elite da categoria liderada por Alexander Volkanovski.

A derrota neste sábado impediu que Azure confirmasse a segunda vitória consecutiva. Agora, o combatente soma dois triunfos e dois reveses na companhia.

Da-Un Jung domina rival e mantém invencibilidade

Da-Un Jung em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Na segunda luta da noite, um verdadeiro passeio. No confronto entre Da-Un Jung e William Knight, o japonês não deu a menor chance ao rival e venceu de forma dominante. Com uma atuação segura, Jung abusou das quedas e triunfou no confronto na decisão unânime dos juízes.

Com o resultado, Da-Un manteve sua invencibilidade no Ultimate. Agora, o japonês tem três vitórias em quatro apresentações. Em seu último compromisso, o atleta havia empatado contra Sam Alvey, no UFC 254.

A derrota para Jung marcou o primeiro revés de Knight no UFC. Descoberto no ‘Contender Series’, o norte-americano estreou com vitória, em setembro de 2020. O norte-americano não perdia desde novembro de 2019.

Kasanganay finaliza e se recupera de nocaute histórico

I. Kasanganay (dir.) finalizou S. Palatnikov (esq.) no UFC Las Vegas 23. Foto: Reprodução/Instagram

Depois de fazer história e sofrer um dos nocautes mais brutais na história do UFC, Impa Kasanganay se recuperou em grande estilo. No duelo que abriu o espetáculo, válido pela divisão dos meio-médios (até 77kg.), o norte-americano não teve dificuldades diante de Sasha Palatnikov. Após um primeiro round dominante, o atleta fez seu rival sucumbir com um mata-leão, na segunda etapa.

Em outubro de 2020, Kasanganay entrou para a história do MMA ao sofrer um dos nocautes mais belos já vistos no esporte, quando foi ‘apagado’ com um golpe cinematográfico de Joaquin Buckley. Além do resultado negativo, o desfecho marcou a primeira derrota na carreira do norte-americano.

Cerca de seis meses depois, Impa, então, se recupera e retoma o caminho das vitórias na carreira. Agora, o combatente tem nove triunfos em 10 compromissos como profissional no MMA.

Em sua segunda apresentação no Ultimate, Paltnikov sentiu pela primeira vez o gosto amargo da derrota. O atleta havia estrado em novembro de 2020 e batido Louis Cosce, pelo UFC 255.

Resultados do UFC Las Vegas 23

CARD PRINCIPAL

Peso médio: Marvin Vettori derrotou Kevin Holland na decisão unânime dos juízes (50-44, 50-44, 50-44)

Peso pena: Arnold Allen derrotou Sodiq Yusuff na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso médio: Julian Marquez derrotou Sam Alvey por finalização a 2m07s do R2

Peso palha: Mackenzie Dern finalizou Nina Nunes com uma chave de braço a 4m48s do R1

Peso meio-médio: Daniel Rodriguez derrotou Mike Perry na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-26, 30-27)

CARD PRELIMINAR

Peso leve:Joe Solecki derrotou Jim Miller na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso leve: Mateusz Gamrot derrotou Scott Holtzman por nocaute a 1m22s do R2

Peso leve: John Makdessi derrotou Ignacio Bahamondes na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 30-27)

Peso pesado: Jarjis Danho derrotou Yorgan De Castro por nocaute a 3m02s do R1

Peso galo:Jack Shore derrotou Hunter Azure na decisão dividida dos juízes (30-27, 28-29, 30-27)

Peso pena: Luis Saldana derrotou Jordan Griffin na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso meio-pesado: Da-Un Jung derrotou William Knight na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-27, 30-26)

Peso meio-médio: Impa Kasanganay finalizou Sasha Palatnikov com um mata-leão a 26s. do R2

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?

Comentários

Deixe um comentário