Chimaev retoma confiança após drama com a Covid-19 e se compara a lendas do boxe | SUPER LUTAS

Chimaev retoma confiança após drama com a Covid-19 e se compara a lendas do boxe

Depois de passar por maus momentos em consequência do coronavírus e cogitar aposentadoria, sueco garante recuperação total

K. Chimaev não luta desde setembro de 2020. Foto: Reprodução/Instagram

Totalmente recuperado das sequelas da Covid-19, Khamzat Chimaev parece estar em paz sobre seu futuro no MMA. Depois de cogitar a aposentadoria, por conta de sérias complicações vindas da doença, o sueco garante estar pronto para voltar à ativa. Prometendo novos shows no UFC, a promessa chegou a comparar seu talento com o de lendas do boxe.

Veja Também

“Quando voltei para o meu país, eles me ajudaram e fizeram uma operação que exigiu algumas coisas. Agora, me sinto muito melhor. Mal posso esperar. Estou com mais de 93kg., me sentindo mais forte. Eu acabei de começar a treinar com minha equipe e vou encontrar um adversário para ‘matar’. Estou saudável, faminto. Quero voltar, amassar todo mundo e ganhar dinheiro”, disse Khamzat, em entrevista à ‘ESPN’.

Recém-chegado ao Ultimate, Chimaev encheu os olhos dos fãs em suas primeiras apresentações com as luvas da organização. Em seu último confronto, o lutador precisou de apenas 17 segundos para atropelar o veterano Gerald Meerschaert. Na sequência, o combatente foi escalado para encarar Leon Edwards, mas acabou deixando o duelo por conta da Covid-19.

Agora, o atleta busca retomar a carreira e seguir impressionando os entusiastas do esporte. Com promessa de novos shows, o lutador chegou a se comparar com lendas do boxe.

“Eu fiz apenas três lutas no UFC. Não mostrei quem eu sou. As pessoas falam: ‘ele vence caras ruins’. (…) Agora, preciso mostrar às pessoas quem eu sou, amassar todos e pegar meu cinturão. Sou o Mike Tyson do MMA, o Muhammad Ali do MMA. Vou provar isso”, finalizou.

Aos 26 anos, Khamzat tem nove compromissos como profissional nas artes marciais mistas. Antigo destaque do BRAVE CF, o sueco não sabe o que é perder na carreira.

Sem atuar desde setembro de 2020, o combatente ainda não tem adversário para seu retorno ao octógono.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments