Gregor Gillespie surpreende Diego Ferreira e vence brasileiro por nocaute no UFC Las Vegas 26 | SUPER LUTAS

Gregor Gillespie surpreende Diego Ferreira e vence brasileiro por nocaute no UFC Las Vegas 26

Brasileiro tem bom início de luta, mas acaba sucumbindo à pressão do norte-americano no segundo round

G. Gillespie nocauteou C. Diego Ferreira no UFC Las Vegas 26. Foto: Reprodução/Instagram

Primeiro brasileiro a subir no octógono no UFC Las Vegas 26, realizado neste sábado (8), Carlos Diego Ferreira começou bem, mas acabou surpreendido no confronto contra Gregor Gillespie. Após um primeiro round movimentado, o amazonense sucumbiu à pressão do adversário, que apostou na luta agarrada. No segundo assalto, o tupiniquim acabou batido por nocaute técnico.

Veja Também

Promessa brasileira no peso leve (até 70,3kg.), Diego Ferreira amarga o segundo resultado negativo em sequência, o que não acontecia desde 2014. Agora, o amazonense deve perder a 12ª posição no ranking e se afasta momentaneamente de escalar na divisão.

De volta ao octógono após mais de um ano, Gillespie tem motivos de sobra para comemorar. Com a vitória sobre Diego, o norte-americano se recupera da primeira e única derrota na carreira, que aconteceu diante de Kevin Lee, no UFC 244.

A luta

O confronto começou com Gillespie tomando a iniciativa com uma sequência de socos, que pararam na guarda do brasileiro. Diego respondeu com um chute baixo, seguido de um direto de direita. O norte-americano encontrava melhor a distância e tocava o rosto do amazonense com jabs. Passado pouco mais de um minuto, Gregor buscou as pernas do adversário e conseguiu levar o duelo para o chão. Ferreira conseguiu se levantar e respondeu a investida do oponente com um direto limpo no rosto. Na sequência, Carlos voltou a surpreender Gregor com uma sequência de socos. O norte-americano voltou a tentar uma queda sobre o amazonense, que se defendia bem. O duelo foi para o chão e os atletas alteravam as transições, buscando a finalização. Perto do minuto final, os atletas ficaram de pé, mas, rapidamente, o norte-americano voltou a quedar o tupiniquim. Gillespie conseguiu chegar às costas, mas Diego reverteu a posição e buscava o estrangulamento, mas não havia mais tempo.

Na segunda etapa, o brasileiro tomou a iniciativa com um cruzado de direita, defendido pelo adversário. O norte-americano respondeu com um jab no rosto do tupiniquim. O confronto seguia movimentado, com os lutadores trocando golpes no centro do octógono. Assim como na primeira etapa, Gillespie voltou a tentar levar o rival para o chão, mas Diego seguia se defendendo e evitando as investidas. Após algumas tentativas, Gregor conseguiu derrubar Ferreira, mas o amazonense mostrava perigo nas defesas e conseguiu reverter a posição. O norte-americano seguia pressionando, mas Diego procurava uma brecha para colocar o oponente em perigo. Gregor tentava a montada, mas Carlos conseguiu explodir e se levantar. Gillespie deixava claro que a estratégia era atuar no chão contra o brasileiro. Perto do minuto final, Gregor conseguiu chegar às costas do tupiniquim e tentava o mata-leão. Diego Ferreira se protegia como podia, enquanto o adversário seguia tentando atacando de cima para baixo. Nos segundos finais, o norte-americano continuou agredindo o tupiniquim, que, de barriga no chão, apenas defendia a cabeça. Gregor continuou golpeando até que o árbitro interrompeu a disputa.

Phil Hawes domina Daukaus e vence por pontos

P. Hawes (esq.) dominou e venceu K. Daukaus (dir.) no UFC Las Vegas 26. Foto: Reprodução/Instagram

Na luta que abriu o card principal, uma atuação dominante de Phil Hawes. Em confronto disputado nos médios (até 83,9kg.), o atleta não tomou conhecimento de Kyle Daukaus e foi superior ao adversário por três assaltos. Ao fim de 15 minutos, o combatente foi declarado vencedor na decisão unânime dos juízes.

O triunfo de Hawes manteve os 100% de aproveitamento do atleta com as luvas do Ultimate. Agora, o lutador revelado pelo ‘Contender Series’ soma três resultados positivos em sequência.

Irritado com a derrota, Daukaus não quis saber de cumprimentar o adversário depois do confronto. Após o anúncio oficial, o norte-americano rapidamente deixou o octógono. Agora, o atleta tem duas derrotas e uma vitória na organização.

Atleta de Guiana apaga rival em estreia

C. Harris finalizou C. Aguilera no UFC Las Vegas 26. Foto: Reprodução/Instagram

Fazendo sua primeira luta com as luvas do UFC, Carlston Harris estreou dando um verdadeiro show. No embate contra Christian Aguilera, o meio-médio teve pouco trabalho. Mostrando um jiu-jitsu afiado, o atleta de Guiana precisou de menos de três minutos para encaixar um triângulo de mão, apagando o rival. O embate ficou marcado pela demora do árbitro para interromper o confronto.

Com o resultado positivo, Harris chegou ao seu quarto resultado positivo em sequência. O lutador não perde desde o revés para Jarrah Hussein Al-Silawi, em 2018.

Derrotado no evento, Aguilera perdeu a segunda consecutiva. Agora, o combatente tem dois resultados negativos e um positivo, conquistado em seu debute na organização, em junho de 2020.

Resultados do UFC Las Vegas 26

CARD PRINCIPAL

Peso mosca:  Marina Rodriguez derrotou Michelle Waterson na decisão unânime dos juízes (49-46, 48-47, 49-46)

Peso meio-médio: Alex Morono derrotou Donald Cerrone por nocaute técnico a 4m40s do R1

Peso meio-médio: Neil Magny derrotou Geoff Neal na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso pesado: Marcos Pezão derrotou Maurice Greene na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-27, 30-26)

Peso leve: Gregor Gillespie derrotou Carlos Diego Ferreira por nocaute técnico a 4m51s do R2

Peso médio: Phil Hawes derrotou Kyle Daukaus na decisão unânime dos juízes (30-26, 29-27, 30-26)

CARD PRELIMINAR

Peso pena: Mike Trizano derrotou Ludovit Klein na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso médio: Jun Yong Park derrotou Tafon Nchukwi na decisão majoritária dos juízes (30-25, 28-28, 29-26)

Peso meio-médio: Carlston Harris finalizou Christian Aguilera com um triângulo de mão a 2m52s do R1

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments