Miesha Tate conta sobre a motivação familiar para o seu retorno ao UFC: 'Quero deixar os meus filhos orgulhosos' | SUPER LUTAS

AO VIVO

Assista o UFC 263 com Deiveson e Adesanya defendendo seus cinturões

Miesha Tate conta sobre a motivação familiar para o seu retorno ao UFC: ‘Quero deixar os meus filhos orgulhosos’

A ex-campeã dos galos deu detalhes sobre a mensagem que deseja passar à sua família com a sua volta ao octógono após quatro anos de aposentadoria

M. Tate retorna ao octógono após quase cinco anos Foto: Instagram

Pronta para retornar ao MMA após quase cinco anos de hiato, Miesha Tate tem em sua família a inspiração para continuar fazendo o que ama. A ex-campeã dos galo (até 61,2kg) contou sobre a mensagem que deseja passar aos seus filhos com a sua volta e afirmou que o seu objetivo é deixá-los orgulhosos. A declaração foi dada em entrevista ao ‘BJ Penn‘.

Veja Também

“Essa dinâmica familiar, esse amor e apoio me empurram, me impulsionam e me fazem querer ser um exemplo para meus filhos, sabe?  Quero que eles entendam que vencer não é tudo. Perder é uma oportunidade de aprender e vencer também é uma oportunidade de aprender. Lidar com ambos os resultados de uma maneira graciosa e humilde é o que eu espero poder ensinar aos meus filhos”, declarou Miesha.

A ex-campeã dos galos enfatizou sobre a mensagem que deseja transmitir aos filhos com o seu retorno ao octógono e declarou que pretende deixá-los orgulhosos da sua garra e força de vontade.

“Eu realmente quero deixar os meus filhos orgulhosos. Quero que minha filha seja uma grande mulher, que ela entenda sua força, suas capacidades e nunca limite seus sonhos e objetivos. Essa é a coisa mais importante. Não quero que ela seja uma lutadora, quero que ela acredite que é capaz de fazer o que quiser. Quero que ela seja uma mulher forte e que meu filho valorize isso”, finalizou Tate.

Com um cartel de 18 vitórias e sete derrotas, Miesha Tate retorna ao UFC após quase cinco anos de aposentadoria. Seu último duelo foi a derrota para Raquel Pennington na decisão unânime dos juízes no UFC 205 em novembro de 2016.

O combate que marca o retorno de Miesha ao MMA será contra Marion Reneau. O confronto será a luta co-principal do  UFC Las Vegas 31 previsto para o dia 17 de julho e será válido pela divisão dos galos.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments