Empresário de Borrachinha chama derrota para Adesanya de 'acaso' e promete massacre do pupilo contra Vettori | SUPER LUTAS

Empresário de Borrachinha chama derrota para Adesanya de ‘acaso’ e promete massacre do pupilo contra Vettori

Irreverente, Wallid Ismail fala com exclusividade ao SUPER LUTAS sobre o retorno do brasileiro, chance de cinturão e desafio em 23 de outubro

Empresário de Paulo Borrachinha, Wallid Ismail não esconde a empolgação com o retorno do pupilo ao octógono. Após a confirmação da luta entre o mineiro e Marvin Vettori, o agente falou com exclusividade ao canal no YouTube do SUPER LUTAS sobre a expectativa do confronto. Irreverente, o gestor também comentou sobre cinturão e do momento tenso entre atleta e Ultimate.

Veja Também

Sem lutar desde o revés para Israel Adesanya, em setembro de 2020, Paulo volta ao octógono em 23 de outubro disposto a retomar a condição de desafiante. Hoje, o mineiro ocupa a segunda posição no ranking liderado pelo nigeriano.

Por que demorou a voltar?

Entre reclamações sobre melhores pagamentos por parte do Ultimate e pedida por rivais de alto nível, Wallid revelou o principal motivo para que Borrachinha não tenha se apresentado ainda na temporada. Segundo o agente, uma questão foi determinante para a ausência do brasileiro na temporada.

“Não tem especulação. Ele (Borrachinha) não estava 100%. O braço dele não estava 100%. Quando o braço ficou 100%, ele falou: ‘pode marcar a luta’. Qual é a melhor luta para fazer agora? O Vettori”, cravou Ismail.

Marvin como rival: guerra garantida

Empolgado com o novo oponente de Paulo, Wallid entende que a promoção para esse confronto pode render grande audiência ao Ultimate. O empresário, então, afirmou que a personalidade de ambos tem os ingredientes necessários para um grande show.

“(Marvin) é um cara que fala muito, toca o terror, sabe se expressar. Imagina a loucura, a guerra que vai ser essa luta”, admitiu o agente.

Derrota para Adesanya e redenção

Presente no fatídico UFC 253, quando viu cair a invencibilidade na carreira de Borrachinha, Wallid se mostra tranquilo quanto ao futuro do pupilo. Para o empresário, o tropeço diante do campeão foi um caso isolado e, agora, chegou o momento de provar aos fãs.

“O Borrachinha está gigante. Ele vai mostrar que o que aconteceu (na luta) com o Adesanya foi um acaso, um dia péssimo de trabalho. Ele não estava bem. Deu tudo errado naquela última semana. Ele vai mostrar o Borrachinha que ele é. Esse cara vai ser campeão. Tem todo talento, a vontade de ser campeão. Hoje, ele está 100%”, garantiu.

Briga com o UFC

Há algumas semanas, Borrachinha foi pivô de uma polêmica envolvendo o UFC. O atleta que, para muitos, tinha uma luta marcada com Jared Cannonier, negou ter assinado o contrato e, publicamente, cobrou melhores condições de pagamentos. A situação incomodou o presidente da empresa, Dana White, que criticou o mineiro. Passada a confusão, Ismail garantiu que tudo está resolvido entre as partes.

“O UFC é demais, cara. Eles entendem que o Borrachinha é um grande atleta. Quem não erra? Eu já errei. Vou ser sincero, eu sempre estou do lado do Borrachinha em tudo, mas tem coisas que eu digo para ele: ‘está maluco?’. Acontece. Ele é um cara que merece mais de US$1 milhão por luta, porque ele vai mostrar quem é o Borrachinha nessa próxima luta. É tudo ou nada. Você vai para a guerra. É a verdade. O esporte de luta é uma guerra, para quem aguenta a pressão”, afirmou.

Nova disputa de cinturão

Em posição de destaque no peso médio (até 83,9kg.), Paulo pode estar a um passo de uma nova oportunidade de lutar pelo título. Segundo Wallid, não será necessário aguardar tanto. Se o brasileiro der show contra Vettori, o título será consequência.

“O Borrachinha é o cara mais vendável do mundo. Ele é carismático. (…) ‘Passando o carro’ no Vettori, não tem outra luta sem ser o cinturão. Não existe. Essa luta é a mais importante da vida do Paulo Costa”, cravou.

Recado aos críticos e aliados

Confiante na volta por cima do pupilo, Wallid tem um recado. Seguindo a promessa do sucesso do mineiro, o empresário encerrou com uma mensagem a quem critica e apoia o brasileiro.

“Para os ‘do contra’, que se rasguem, porque vão chorar novamente. Para os aliados, que amam o esporte, e valorizam os lutadores brasileiros, que são importantes, vocês podem ter certeza: o Borrachinha está focado, determinado, com uma vontade gigante. (…) Ele vai passar o carro no Vettori, podem anotar. Essa luta de outubro vai ser gigante”, finalizou.

 Qual o futuro de Anderson Silva e Vitor Belfort no Boxe?

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments