Vídeo: Fora do GLORY e contratado pelo UFC, Poatan analisa suas chances no MMA e minimiza rivalidade com Adesanya | SUPER LUTAS

Vídeo: Fora do GLORY e contratado pelo UFC, Poatan analisa suas chances no MMA e minimiza rivalidade com Adesanya

Brasileiro, que se despediu do kickboxing no último fim de semana, fala com exclusividade ao SUPER LUTAS sobre teste nas artes marciais mistas e relação com campeão dos médios

No último fim de semana, Alex Poatan deu adeus ao GLORY encerrou uma trajetória vitoriosa na empresa. Perto de oficializar sua migração para o UFC, o brasileiro falou com exclusividade ao canal no YouTube do  SUPER LUTAS sobre a transição total para o MMA. O atleta também analisou sua relação com Israel Adesanya, atleta derrotado por duas vezes pelo tupiniquim nas regras do kickboxing.

Veja Também

Mesmo derrotado por Artem Vakhitov no GLORY 78, na decisão majoritária dos juízes, Poatan deixou a empresa com a cabeça erguida. Disposto a se testar na maior organização de MMA do mundo, o brasileiro tem estreia encaminhada para 6 de novembro, contra Andreas Michailidis.

Pronto para o MMA?

A luta de 6 de novembro não marcará o primeiro teste de Alex nas artes marciais mistas. O brasileiro, hoje, soma quatro testes na modalidade, sendo o último em novembro de 2020, quando atropelou Thomas Powell pela LFA. Assim, o combatente respondeu sobre como se sente para a migração total no esporte.

“Eu acho que 80% (sobre estar pronto). Nem tudo é o chão e também não sou besta no chão. Estou treinando. O Glover (Teixeira) está sempre me elogiando. Estou bem. O que falta para mim é experiência de luta mesmo. Eu tenho algumas, são poucas”, disse Poatan.

Perseguindo Adesanya? Nada disso

Carrasco de Israel por duas vezes nas regras do kickboxing, Alex descartou que tenha qualquer rivalidade com o nigeriano. Por ter sido superior ao campeão do Ultimate quando se enfrentaram, o tupiniquim mostra tranquilidade ao falar sobre o assunto.

“Para o kickboxing, acho que ele não vem. Ele já abandonou. No GLORY, ele não conseguiu nada. Estou sempre levando vantagem (contra Israel). Estou na minha, não tenho que provar nada. Se ele quer provar alguma coisa, não sei. Estou bem assim mesmo e não procuro uma terceira luta contra ele, não”, disse o combatente.

Hoje, há alguém para superar Adesanya?

Analisando o plantel do peso médio do UFC, Poatan credita Adesanya por seu reinado na categoria. De olho no grupo, o brasileiro vê o nigeriano com grande representante da divisão, mas crê em falhas do campeão, que, em algum momento, podem ser exploradas.

“Agora, eu acho difícil (Adesanya ser destronado). Se tiver uma mudança em todos que lutaram com ele, (…) teriam chances. Digo isso tecnicamente”, afirmou.

Histórico do atleta

Com dois cinturões em categorias distintas no currículo do GLORY, Poatan chegará ao Ultimate com o respeito de ser um dos melhores ‘trocadores’ em esportes de combates. Aos 34 anos, o brasileiro irá para seu quinto compromisso no MMA.

Hoje, Alex tem quatro apresentações nas artes marciais mistas. O atleta soma três vitórias e um revés.

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments