Wanderlei Silva critica luta entre Vitor Belfort e Evander Holyfield: 'Beirou a covardia' | SUPER LUTAS

Wanderlei Silva critica luta entre Vitor Belfort e Evander Holyfield: ‘Beirou a covardia’

‘Cachorro Louco’ elogia super desafios entre estrelas, mas faz ressalva sobre compromisso do antigo rival contra veterano do boxe

W. Silva (foto) criticou o ‘casamento’ do confronto entre V. Belfort e E. Holyfield. Foto: Reprodução/Twitter @BellatorMMA

Lenda do MMA brasileiro, Wanderlei Silva não gostou nada do super desafio de boxe envolvendo Vitor Belfort e Evander Holyfield. Depois de acompanhar o atropelo do antigo rival sobre o ex-campeão mundial na ‘nobre arte’, de 58 anos, o ‘Cachorro Louco’ desabafou sobre suas impressões sobre o compromisso. Em entrevista ao ‘PVT’, o ícone do PRIDE elogiou o momento de lutas entre as estrelas, mas fez ressalva sobre o caso do ‘Fenômeno’.

Veja Também

“Eu acho muito interessante (as superlutas), porque nós temos muitos atletas que estão, ainda, em condições de fazer grandes combates – o que não era o caso, infelizmente, do adversário do Belfort. Nós vimos que ele não estava na condição. É duro você julgar, mas o que a gente viu não foi uma coisa muito legal”, disse Wand.

Considerado um dos responsáveis por alavancar o MMA no mundo, Silva seguiu analisando a disputa entre Vitor e Evander, que voltou aos ringues após mais de 10 anos de inatividade. Wanderlei se apoiou na diferença de idade para expor sua opinião.

“Um cara de 20 anos lutar com um cara de 35, já dá um diferença, mas, de 20 para 30, não muda tanto. 14 anos de diferença depois dos 45, acho que isso quase beira a uma covardia. Eu fiquei decepcionado com essa decisão. Se bem que quem aceitou a luta foi o outro (Evander). Eu não sei o que levou um grande astro como o Holyfield a se submeter a uma aparição como essa. Ele tem toda uma história e não deveria manchar sua história por alguns ‘cents’. Não sei qual é condição dele, se ele está precisando de dinheiro, mas eu acho triste um atleta ter que submeter a uma situação como essa. Cada um faz o que quer, mas, se você entra para lutar, tem que ter um mínimo de condições de fazer um combate razoável”, encerrou Wanderlei.

Multicampeão mundial de boxe, Evander foi chamado às pressas para o duelo contra Belfort. Na ocasião, o quase ‘sessentão’ topou o desafio de substituir Oscar De La Hoya que deixou o evento após contrair Covid-19.

No confronto em si, Holyfield pouco mostrou. Longe da sua melhor condição, o veterano foi presa fácil para um Vitor ‘faminto’, que derrubou o ex-campeão por duas vezes antes do duelo ser interrompido pelo árbitro, que decretou nocaute técnico logo no primeiro round.

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator