Cinco motivos para assistir o UFC 266, com duas disputas de cinturão e três brasileiro

No maior evento de setembro, Ultimate promove show com 13 confrontos programados; Alexander Volkanovski e Valentina Shevchenko são protagonistas

A. Volkanovski (esq.) e B. Ortega (dir.) se enfrentam no UFC 266. Foto: Reprodução/Instagram

Chegou o grande momento. Neste sábado (25), em Las Vegas (EUA), o Ultimate promove o maior espetáculo do mês de setembro. Com duas disputas de cinturão, a empresa busca cativar os fãs com confrontos que prometem emoção. Além dos duelos pelo título, três brasileiros se apresentam no show.

PUBLICIDADE:

Veja Também

A luta principal marcará o encontro entre Alexander Volkanovski e Brian Ortega. No fim de semana, o australiano tentará ter êxito em sua segunda defesa de título. Para isso, o atleta deverá superar o norte-americano, que vem de grande vitória sobre o ‘Zumbi Coreano’.

Na penúltima peleja da noite, Valentina Shevchenko está de volta. Considerada uma das melhores lutadoras de todos os tempos, a quirguistanesa quer manter seu trono em e confirmar a sexta defesa de título. Para seguir com a coroa, a quirguistanesa precisará superar a veterana Lauren Murphy.

PUBLICIDADE:

O espetáculo terá um sabor especial para os fãs mais saudosistas. No UFC 266, Nick Diaz volta ao octógono após mais de seis anos de inatividade. O lutador realiza uma revanche contra o ex-campeão dos meio-médios (até 77kg.), Robbie Lawler.

O Brasil contará com três representantes no show. Jéssica Andrade, a ‘Bate-Estaca’, encara Cynthia Calvillo; Marlon Moraes bate de frente com o perigoso Merab Dvalishvili e Taila Santos tenta anular a veterana Roxanne Modafferi.

PUBLICIDADE:

Para entrar no clima, nossa equipe selecionou cinco motivos para acompanhar o 266. Confira:

PUBLICIDADE:

1) Volkanovski x Ortega

A. Volkanovski (esq.) e B. Ortega (dir.) fazem encarada antes do UFC 266. Foto: Reprodução/Instagram

Campeão dos penas desde 2019, Alexander Volkanovski terá mais uma oportunidade de manter sua hegemonia na divisão. Carrasco de Max Holloway em duas oportunidades, o australiano faz um duelo contra um oponente que vive grande momento.

Na luta principal, o líder do grupo dividirá o octógono com Brian Ortega, em confronto aguardado por parte dos fãs. Caso supere o norte-americano, Volkanovski chegará à sua segunda defesa de cinturão e, novamente, calará os críticos.

Treinadores da última edição do ‘The Ultimate Fighter’, Volkanovski e Brian deveriam ter se enfrentado há alguns meses. O campeão, no entanto, acabou sendo impedido de competir depois de ser diagnosticado com Covid-19 e ter problemas na recuperação.

Próximo do fim da temporada, os atletas, agora, estão prontos. O vencedor levará para casa o sonhado cinturão da divisão que, por anos, foi liderada por José Aldo.

2) Vai dar ‘zebra’?

V. Shevchenko tenta sua sexta defesa de cinturão no UFC 266. Foto: Reprodução/Instagram

Uma das grandes favoritas do card nas casas de apostas, Valentina Shevchenko precisará, mais uma vez, comprovar suas qualidades como lutadora. Lenda do MMA feminino, a quirguistanesa fará seu segundo desafio na temporada.

Depois de passar por Jéssica Andrade, a ‘Bate-Estaca’, em abril, a campeã, agora, tem uma veterana pela frente. Neste sábado, a lutadora trocará forças contra a experiente Lauren Murphy e tem a oportunidade de dar um novo show pela empresa.

Caso supere a rival, a quirguistanesa chegará à sua sexta defesa de cinturão nos moscas. Hoje, a atleta é considerada, por muitos, como a campeã mais dominante do Ultimate.

3) A volta de Nick Diaz

N. Dias não se apresenta profissionalmente desde 2015. Foto: Reprodução/Instagram

Para os fãs mais saudosistas, é noite de alegria. Dono de uma personalidade diferenciada, Nick Diaz está de volta ao MMA após mais de seis anos de inatividade.

Ex-desafiante ao cinturão dos meio-médios, o ‘bad boy’ retorna ao esporte e terá um velho conhecido pela frente. No UFC 266, o norte-americano trocará forças com o antigo campeão do grupo até 77kg., Robbie Lawler.

Em má fase na carreira, Lawler tenta provar que ainda tem condições de atuar em alto nível. O atleta, também, terá a oportunidade de apagar a história escrita em 2004, quando acabou nocauteado por Diaz.

Fora de ação há tanto tempo, Nick não se apresenta desde 2015. Em seu último desafio, o ex-campeão do Strikeforce fez história ao ser escalado para dar as ‘boas-vindas’ a Anderson Silva, que retornava ao esporte depois de se recuperar da grave lesão sofrida contra Chris Weidman, em 2013. O duelo em questão acabou em ‘no contest’ depois dos dois lutadores falharem no exame antidoping.

4) Bate-Estaca: olho no cinturão

J. Andrade em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Antiga campeã dos palhas, Jéssica Bate-Estaca pode se aproximar de uma nova disputa de cinturão depois deste fim de semana. A brasileira é destaque no card principal do show e enfrenta Cynthia Calvillo em uma das lutas mais importantes da noite.

Atual número um no ranking dos moscas, atrás apenas da campeã, Shevchenko, Andrade volta ao octógono após perder para a própria Valentina na disputa do título do grupo.

Agora, a combatente troca forças com Calvillo. Caso bata a rival no UFC 266, a paranaense pode se credenciar a uma nova luta pelo título.

Com um cinturão em seu currículo, Jéssica não descarta retornar aos palhas depois do desafio no fim de semana. Com moral na empresa, a brasileira, em entrevista ao ‘Combate’, admitiu que gostaria de encarar a vencedora do confronto entre Rose Namajunas e Weili Zhang. A atleta, no entanto, admite que também pode se aproximar de uma revanche contra Valentina, para quem perdeu em abril.

5) Brasileiros no preliminar

M. Moraes (esq.) e T. Santos (dir.) se apresentam no UFC 266. Foto: Montagem SUPER LUTAS

Antigo desafiante ao cinturão dos galos (até 61,2kg.), Marlon Moraes está de volta. Vivendo momento complicado na empresa, o friburguense terá um desafio duro neste sábado.

Atual número seis na categoria liderada por Aljamain Sterling, Moraes enfrenta o perigoso Merab Dvalishvili. Disposto a retomar a posição de prestígio no top 5 do grupo, o atleta precisa de uma vitória para encerrar uma sequência negativa de dois tropeços

Para brilhar, o brasileiro precisará bater o georgiano, que não perde há seis desafios.

Promessa brasileira nos moscas, Taila Santos pode chegar ao top 10 da categoria neste fim de semana. No UFC 266, a catarinense enfrentará a pragmática e experiente Roxanne Modafferi.

Hoje, o tupiniquim vive um grande momento dentro da organização. Desde sua estreia, foram três apresentações e, atualmente, a lutadora soma dois triunfos consecutivos.

Caso supere a veterana, Santos poderá assumir a nona posição do grupo liderado por Valentina Shevchenko.

Ficha técnica do UFC 266

Data: 25 de setembro de 2021

Horário: A partir das 19h (horário de Brasília)

Local: UFC Apex, Las Vegas, Estados Unidos

Como assistir: SUPER LUTAS AO VIVO em tempo real e Canal Combate (todo o card) pela TV

CARD PRINCIPAL

Peso pena (até 65,7kg.): Alexander Volkanovski x Brian Ortega – Luta pelo cinturão

Peso mosca (até 56,7kg.): Valentina Shevchenko x Lauren Murphy – Luta pelo cinturão

Peso médio (até 83,9kg.): Nick Diaz x Robbie Lawler

Peso pesado (até 120,2kg.): Curtis Blaydes x Jairzinho Rozenstruik

Peso mosca (até 56,7kg.): Jéssica Bate-Estaca x Cynthia Calvillo

CARD PRELIMINAR

Peso galo (até 61,kg.): Marlon Moraes x Merab Dvalishvili

Peso leve (até 70,3kg.): Dan Hooker x Nasrat Haqparast

Peso pesado (até 120,2kg.): Shamil Abdurakhimov x Chris Daukaus

Peso mosca (até 56,7kg.): Roxanne Modafferi x Taila Santos

Peso leve (até 70,3kg.): Uros Medic x Jalin Turner

Peso médio (até 83,9kg.): Cody Brundage x Nick Maximov

Peso meio-médio (até 77kg.): Matthew Semelsberger x Martin Sano Jr.

Peso pena (até 65,7kg.): Omar Morales x Jonathan Pearce

Podcast #39: Prévia de Aldo, Charles e Amanda + 14 anos de SUPER LUTAS