Bisping mostra respeito por Jones, mas condena nova polêmica: ‘Não há desculpa’

O ex-campeão dos médios enalteceu a história de Jon no MMA, porém, fez duras críticas após mais uma polêmica policial enfrentada pelo 'Bones'

M.Bisping em coletiva pelo UFC Foto:Instagram/UFC

Depois de mais uma prisão de Jon Jones, Michael Bisping não poupou críticas ao ex-campeão dos meio-pesados (até 93kg). Em seu canal no youtube, o ex-líder da divisão dos médios (até 83,9kg) mostrou respeito por ‘Bones‘, porém, ressaltou a gravidade das recentes acusações que o cercam.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Não estou aqui para falar m*** sobre Jones. Tenho um grande respeito por suas realizações dentro do octógono. Na maioria das vezes, quando falo com Jones, minhas interações com ele são fantásticas. O vi recentemente em Las Vegas, paramos, tiramos foto, rimos e conversamos por alguns minutos. Eu o desejo tudo de bom. Ele é uma boa pessoa, mas, está apenas fazendo escolhas ruins”, afirmou Bisping.

Mesmo mostrando respeito por Jones, o ‘Conde’ criticou a sua agressão e e afirmou que nunca tomaria atitude parecida.

PUBLICIDADE:

“Não conheço a história, mas agora a acusação é de violência domestica e isso indica que, talvez, ele tenha agredido uma mulher. Não sabemos os detalhes. Mas um homem como Jones, grande e que também é um dos maiores de todos os tempos ou o maior lutador da história do MMA, não tem absolutamente nenhum lugar após bater em uma mulher. Se foi isso que aconteceu, é deplorável e não há desculpa. Eu nunca teria feito isso. Nunca sonharia em colocar minhas mãos em uma mulher. Jones não deveria estar fazendo isso”, finalizou Michael.

Na última semana, o ‘Bones’ entrou para o ‘Hall da Fama’ do Ultimate ao lado do sueco Alexander Gustaffson. O duelo entre os dois, que aconteceu no UFC 165 em setembro de 2013, é considerado uma das grandes lutas da história da organização. Na ocasião, Jones venceu na decisão unânime dos juízes em um duelo apertado.

PUBLICIDADE:

Envolvido em uma polêmica contratual com o UFC, Jones aguardava a oportunidade de fazer a sua estreia na divisão dos pesados (até 120,2kg). O ex-campeão da divisão até 93kg fez duras críticas ao pagamento recebido pela empresa e alega que merece receber um salário maior.

PUBLICIDADE:

Podcast #39: Prévia de Aldo, Charles e Amanda + 14 anos de SUPER LUTAS