Após duelo morno, Thiago Marreta e Johnny Walker podem ficar fora de ação até abril por suspensão médica

Protagonistas do UFC Las Vegas 38, os brasileiros terão que passar por exames e podem receber suspensões de até seis meses

T. Marreta e J. Walker se enfrentaram no UFC Las Vegas 38 (Foto: Instagram/UFC)

Nesta terça-feira (05), a Comissão Atlética de Nevada divulgou a lista de suspensões médicas relacionada ao UFC Las Vegas 38, realizado no último sábado (03). Protagonistas da luta principal, os meio-pesados (até 93 kg) Thiago Marreta e Johnny Walker podem ficar fora de ação até abril de 2022, apesar do duelo morno.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Vencedor da luta na decisão unânime dos juízes laterais, Thiago Marreta precisa apresentar múltiplos raio-x de seus dedos da mão esquerda, pé esquerdo, joelho esquerdo e costelas. Caso algum desses exames tenha resultado positivo para lesão, o lutador precisará de liberação de um ortopedista, ou ficará sem lutar até o dia 1 de abril. A suspensão mínima para carioca é até o dia 2 de novembro, sem contato em treinos até o dia 24 de outubro.

Derrotado na luta principal Johnny Walker precisa de um raio-x para descartar uma lesão no pé esquerdo. Caso contrário, também pode ficar “de molho” até o dia 1 de abril. A suspensão mínima para o lutador é a mesma de seu compatriota, até o dia 2 de novembro, sem contato até 24 de outubro.

PUBLICIDADE:

Outros lutadores do card que podem encarar seis meses de suspensão são: Niko Price (joelho esquerdo), Krzysztof Jotko (pé esquerdo), Devonte Smith (orbital direito) e Johnny Eduardo (orbital direito).

Podcast #39: Prévia de Aldo, Charles e Amanda + 14 anos de SUPER LUTAS