Ex-desafiante dos meio-médios ataca UFC por reclamações de lutadores sobre salários: ‘É decepcionante’

O lutador inglês saiu em defesa dos atletas da empresa e foi enfático ao dizer que tantas reclamações não fazem bem para a imagem da empresa

D. Hardy não luta profissionalmente desde 2012 Foto: Reprodução/Instagram

Ex-desafiante ao cinturão dos meio-médios (até 77,1kg) do UFC, Dan Hardy foi mais um a tecer críticas aos baixos valores pagos pela empresa aos atletas. Em entrevista ao ‘MMA Fighting‘, o lutador inglês saiu em defesa dos seus colegas de profissão e afirmou que não fica bem para a imagem da empresa ter tantos funcionários insatisfeitos com o seu pagamento.

LEIA MAIS: IMAGEM FORTE: Veterano ex-UFC sofre cinco fraturas no rosto ao ser nocauteado no ‘boxe sem luvas’.

LEIA TAMBÉM: #Stories – Confira fotos de 20 estrelas do MMA quando eram crianças.

Veja Também

“Não é uma boa aparência. Eu também não acho que seja uma boa aparência para alguém como Brian Kelleher dizer que está procurando um YouTuber para lutar para que ele não tenha que conseguir um emprego no WalMart depois se aposentar. Também temos outra lutadora [Sarah Alpar], que começou uma ‘vaquinha online’ para arrecadar fundos”, afirmou Hardy.

O ex-desafiante ao cinturão dos meio-médios citou os altos valores de contratos fechados pelo UFC como contraditórios quando traçados em paralelo com os baixos valores recebidos pelos atletas.

“Não é uma boa aparência. Especialmente quando você tem lutadores fazendo ‘vaquinha online’ de um lado e do outro lado o UFC está assinando contratos de US$ 175 milhões onde os lutadores não verão um centavo disso. É decepcionante”, declarou Dan.

O lutador inglês seguiu com as críticas e polemizou ao dizer que os atletas do UFC estão lutando por ‘sucatas’ quando fazem o máximo de esforço possível para faturar os bônus dos eventos.

“O ambiente que foi criado pelo UFC é todo mundo lutando pelas sucatas. É tudo sobre bônus. Por que não pode ser sobre pagamento? Certifique-se que esses lutadores estão cobertos antes de entrarem lá para que eles não estejam lutando contra um déficit e esperando que um bônus os pague. A realidade é que sabemos que o dinheiro está sendo feito agora”, finalizou o ‘Fora da Lei’.

Aposentado desde 2012, Dan chegou a disputar o cinturão dos meio-médios, mas, foi derrotado por Georges St-Pierre em março de 2010. O combatente pendurou as luvas com um cartel de 25 triunfos e 10 reveses.

Podcast #35: E agora Borrachinha? Mais Glover em busca do cinturão do UFC neste sábado