Com múltiplas fraturas, Miesha Tate pode ficar afastada por até seis meses após derrota para Ketlen

O revés na luta contra a brasileira no UFC Las Vegas 43 rendeu à ex-campeã múltiplas fraturas no nariz

K. Vieira derrotou M. Tate no UFC Las Vegas 43. Foto: Reprodução/Instagram

A derrota para Ketlen Vieira na luta principal do UFC Las Vegas 43, no último sábado (20), custou caro para Miesha Tate. Além de atrasar o sonho de uma possível revanche contra Amanda Nunes, o revés pode afastar a ex-campeã do octógono por até seis meses.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Miesha Tate, que ficou com o rosto desfigurado após a derrota por decisão unânime, sofreu múltiplas fraturas no nariz. A ex-campeã precisa de uma liberação do otorrinolaringologista para evitar uma suspensão médica de até seis meses dada pela Comissão Atlética de Nevada na última terça-feira (23). Caso não seja liberada por um especialista, a ‘Cupcake’ só poderá retornar em maio de 2022.

Outros lutadores do card do UFC Las Vegas 43 encarando possíveis seis meses de suspensão médica são: Joanne Wood (mão esquerda), Adrian Yanez (mão direita), Rafa Garcia (cotovelo direito e mão direita), Lupita Godinez (joelho direito) e Cody Durden (nariz).

PUBLICIDADE:

Dos quatro brasileiros que entraram em ação no card, o único a aparecer na lista de suspensões médicas foi Rani Yahya. O veterano, que derrotou Kyung Ho Kang, ficará suspenso até 21 de dezembro e sem contato até o dia 12 do mesmo mês por conta de uma laceração abaixo do olho esquerdo.

Os atletas brasileiros tiveram 100% de aproveitamento no card do UFC Las Vegas 43. Ketlen Vieira, Taila Santos, Rani Yahya e Luana Pinheiro saíram vitoriosos de suas lutas.

PUBLICIDADE:

Podcast #41: José Aldo de volta ao topo + Charles do Bronx e Amanda Nunes no UFC 269