Dispensado pelo UFC após duas prisões, lutador é detido pela terceira vez em 2021

Demitido em outubro, Luiz Peña retido na Flórida, onde foi acusado de quatro delitos de menor expressão

L. Peña lutou pelo UFC entre 2018 e 2021. Foto: Reprodução/Instagram

O ano de 2021 segue gerando maus frutos para o lutador Luiz Peña. Preso por duas vezes de junho a outubro e demitido do UFC por suas confusões, o atleta voltou a ser detido, na Flórida (EUA). Segundo o TSN, desta vez, as acusações são por delitos de menor expressão: agressão, conduta criminosa, agressão com lesão corporal e violência doméstica.

PUBLICIDADE:

Veja Também

De acordo com o ‘MMA Fighting’, o Gabinete do Xerife do Condado de Broward já estipulou a fiança do lutador. Para ser liberado, o atleta deve arcar com US$6 mil (mais de R$30 mil).

Com o novo incidente, Peña chega à sua terceira prisão em menos de seis meses.  Na primeira, o combatente foi acusado de roubo e furto, além de conduta criminosa. A segunda, por violência doméstica. Esta, inclusive, resultou na demissão do lutador pelo Ultimate.

PUBLICIDADE:

Depois da dispensa, o presidente do UFC, Dana White, chegou a comentar a situação envolvendo o combatente. Segundo o mandatário, a empresa tentou ajudar seu antigo funcionário, mas o desfecho acabou sendo a liberação.

Aos 28 anos, Peña soma 12 lutas como profissional no MMA. Pelo Ultimate, foram oito confrontos, com cinco triunfos e três tropeços.

PUBLICIDADE:

Podcast #41: José Aldo de volta ao topo + Charles do Bronx e Amanda Nunes no UFC 269