Responsável por dar as ‘boas-vindas’ a Garbrandt nos moscas duvida do sucesso do ex-campeão na divisão

Antigo peso galo, Kai Kara-France afirma que Cody deve ter problemas em sua estreia na nova divisão no UFC 269

C. Garbrandt nos bastidores do UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Responsável por dar as ‘boas-vindas’ a Cody Garbrandt no peso mosca (até 56,7kg.), Kai Kara-France não está confiante em uma boa performance do ex-campeão dos galos (até 61,2kg.) no UFC 269. Em entrevista ao ‘MMA Junkie’, o rival do ‘No Love’ apontou problemas que o lutador pode ter em seu primeiro compromisso na categoria.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Esse é o maior palco do mundo e você não quer cortar peso na frente de todas essas pessoas no maior pay-per-view e comigo na sua frente. Você não sabe como seu corpo vai reagir. Sendo um peso galo, há algum tempo, quando cortei peso para ir para os moscas, levou algum tempo para ter sucesso e entender como o meu coro reagiria. Isso vem com experiência”, disse France.

Tendo passado pelo processo no passado, Kai seguiu cético quanto ao sucesso de Garbrandt. Segundo o desafiante, o ex-campeão dos galos pode acabar ampliando sua má fase dentro do Ultimate.

PUBLICIDADE:

“Ele está tentando se reinventar em uma nova divisão e há muitas questões para serem respondidas. Como seu corpo vai se recuperar depois do corte de peso? Como seu queixo vai suportar (golpes)? Como será seu condicionamento? Ele era veloz nos galos, provavelmente o mais rápido, mas todos são velozes nesta divisão de peso. É o que fazemos, como treinamos”, disse.

Por fim, France fez sua previsão para o confronto. Segundo o atleta, o cenário é dramático para Garbrandt.

PUBLICIDADE:

“Será ação do início ao fim. Vamos dividir o centro do octógono e trocar socos e ele sentirá o corte de peso. Eventualmente, vou acabar com ele e, quando ele entender que pesos moscas têm poder e que foi uma decisão ruim descer e me enfrentar, ele vai entender que errou”, encerrou.

PUBLICIDADE:

Campeão dos galos entre 2016 e 2017, Gabrandt vive o pior momento da sua carreira. O atleta acumula quatro derrotas nas últimas cinco lutas. Caso vença France, em 11 de dezembro, o atleta retomará o caminho das vitórias e pode assumir a sexta posição na categoria liderada por Brandon Moreno.

Podcast #46: Aquecimento para o UFC 270 com duas disputas de cinturão + Amanda Nunes fora da ATT e Jake Paul rico