Amanda Nunes vence e Brasil domina card preliminar do UFC Rio 4

Cinco dos setes combates que abriram a noite tiveram um atleta brasileiro como vencedor

A. Nunes (foto) se tornou a primeira mulher brasileira a conquistar uma vitória no UFC. Foto: Josh Hedges/UFC

A. Nunes (foto) se tornou a primeira mulher brasileira a conquistar uma vitória no UFC. Foto: Josh Hedges/UFC

Como já se tornou praxe nos eventos do Ultimate no Brasil, praticamente todos os combates do UFC Rio 4 marcaram duelos entre brasileiros e estrangeiros. E no card preliminar do evento, que contou ainda com um confronto entre compatriotas, os atletas da casa levaram vantagem. Um dos destaques foi a primeira vitória de uma brasileira na principal organização de MMA do planeta, conquistada pela baiana Amanada Nunes.

Amanda bateu a alemã Sheila Gaff, décima colocada no raking de lutadoras da categoria peso galo feminina, na penúltima luta do card preliminar. A brasileira venceu por nocaute técnico ainda no primeiro round, após uma série de cotoveladas aplicadas na adversária no solo. A Leoa, como é conhecida, já ocupa a sétima posição na divisão e deve subir na próxima atualização da listagem oficial.

Iliarde e Pezão são derrotados

A primeira derrota brasileira no evento veio com o peso galo Iliarde Santos, que fez sua primeira luta na nova divisão. Iliarde enfrentou o terceiro colocado no ranking do Ultimate e semifinalista do GP do cinturão inaugural da categoria Ian McCall. Os atletas fizeram um combate movimentadíssimo, mas aparentemente não sentiram cansaço ao término dos três rounds. McCall iniciou uma série de flexões ainda no octógono e foi prontamente acompanhado pelo brasileiro. Mesmo com demonstrando disposição, Iliarde acabou sofrendo seu segundo revés consecutivo.

Na última luta do card preliminar, Vinny “Pezão” Magalhães foi surpreendido pelo veterano Anthony Perosh. Logo no início do combate, o australiano acertou um belíssimo cruzado de direita que tocou o queixo de Pezão e levou o brasileiro ao chão. Perosh ainda foi para o ground and pound e acertou alguns golpes no adversário antes da paralisação do confronto com apenas 14 segundos.

Serginho finaliza com propriedade

Finalista da primeira edição do The Ultimate Fighter Brasil, Serginho Moraes não tomou conhecimento do norte-americano Neil Magny e conseguiu a vitória por finalização ainda no primeiro round. O campeão mundial de jiu-jitsu levou poucos minutos para fazer valer sua experiência na luta agarrada e, após aplicar uma bela queda no oponente, encerrou o combate com um triângulo.

Ainda no octógono, Serginho brincou sobre a posição com que encerrou o combate. “Essa posição aí, na verdade eu costumo ensinar ela na aula privada, no personal. Quem quiser, tá convidado… Mentira”, disse o paulistano, como de costume, sorrindo.

Abertura tem vitória relâmpago de Viscardi

Na primeira luta da noite, o participante do TUF Brasil 2 Viscardi Andrade precisou de pouco mais de um minuto para conquistar sua primeira vitória no UFC. Lutando com muita agressividade, Viscardi acertou o norte-americano Bristol Marounde com uma direita potente e após a queda do adversário conectou mais alguns bons golpes para por fim ao combate.

O segundo combate da noite foi menos movimentado que o inaugural e não agradou o público presente na HSBC Arena, que arriscou algumas vaias antes do anúncio oficial. O estreante Francismar Bodão começou nervoso, mas acabou conseguindo a vitória por decisão unânime dos juízes sobre Ednaldo Lula – que agora vive situação complicada no Ultimate, com duas derrotas em duas lutas pela organização.

Com três vitórias em quatro lutas pelo UFC, o campeão de jiu-jitsu Rani Yahya entrou em seguida no octógono para encarar o norte-americano Josh Clopton. Buscando a finalização desde o início do combate, o brasileiro dominou os dois primeiros rounds, mas não conseguiu decidir o confronto no solo. Mesmo com Clapton se apresentando melhor no terceiro assalto, os três jurados deram vitória para Yahya por 29-28.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments