Recordista de lutas e vitórias no Ultimate, Jim Miller comemora nocaute sobre brasileiro Nikolas Motta

Liderando o ranking de aparições e triunfos da história da organização, o norte-americano enalteceu a sua trajetória na empresa

J. Miller (esq.) derrotou N. Motta (dir.) no UFC Las Vegas 48. Foto: Divulgação/UFC

Recordista de lutas e vitórias no Ultimate, o norte-americano Jim Miller enalteceu a sua caminhada na maior organização de MMA do mundo, até aqui. Em entrevista coletiva após o UFC Las Vegas 48, que aconteceu no último sábado (19), o peso leve (até 70,3kg) comemorou a vitória sobre o brasileiro Nikolas Motta e exaltou os seus números alcançados no octógono mais famoso do mundo.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“O recorde tem um gosto doce e a vitória também. É difícil dizer que seria ruim, porque o gosto é bom. É sempre bom conquistar uma vitória. Eu tenho conseguido boas lutas e estou mostrando minhas habilidades. Vejo lutadores entrando e saindo do UFC e do MMA, e eu estou deixando a minha marca. Isso é legal. É legal ter esse efeito no esporte, ter a admiração dos meus pares. Isso é incrível. Ter mais de 20 vitórias (no UFC), ter mais de 20 lutas no UFC, isso não é para muitas pessoas. Eu gostaria de saber a média de uma carreira no UFC. Eu apostaria que não ultrapassa cinco (lutas)”, disse Miller.

Sem pensar em aposentadoria, o norte-americano citou alguns possíveis adversários para o seu próximo compromisso no octógono e vê com bons olhos, um hipótético duelo contra outros veteranos.

PUBLICIDADE:

“Você tem (Joe) Lauzon e (Donald) Cerrone lutando de novo, e eu não sei quais os planos deles depois disso. São dois caras com quem eu já dividi o octógono. Eu tenho duas vitórias contra Joe…e eu lutaria de novo? Com certeza! Eu adoro esse cara. Se nós pudermos fazer a luta principal de um card menor, porque somos dois caras velhos que estão por aí há muito tempo, então vamos lá e vamos ganhar um bônus de luta principal. E um cara como Cerrone, é outro pelo qual eu tenho uma tonelada de respeito por ele, e se ele quiser, vamos lá”, finalizou o veterano.

Com o nocaute sobre Nikolas Motta, o norte-americano conquistou sua vigésima terceira vitória no Ultimate e empatou com Donald Cerrone , na liderança de triunfos na história de organização. Miller também lidera o ranking de número de lutas da empresa, com 39 aparições no octógono. Jim possui um cartel de 34 resultados positivos e 16 negativos no MMA profissional.

Podcast #69: Alex Poatan brilha e Adesanya sai vaiado no UFC 276