Após vitória no UFC 272, Marina Rodriguez reconhece que deve demorar a disputar o cinturão dos palhas

Embalada por três vitórias consecutivas, a peso palha admitiu que precisa esperar o possível confronto entre Rose Namajunas e Carla Esparza

M. Rodriguez derrotou Y. Xiaonan no UFC 272 (Foto: Instagram/UFC)

Após Dana White indicar que Marina Rodriguez está bem próxima de uma disputa de cinturão dos palhas (até 52,2kg), a lutadora brasileiro foi sincera ao reconhecer que a aguardada luta deve demorar um pouco para acontecer. Em entrevista coletiva após o UFC 272, a atleta tupiniquim enalteceu a sua vitória sobre Yan Xiaonan e revelou que terá paciência para esperar o possível confronto entre a campeã Rose Namajunas e Carla Esparza.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Fiz um primeiro round em que demorei para entrar na luta. No segundo round consegui conectar mais meus golpes e no terceiro tive que tomar um chacoalhão para poder ir com tudo para vencer definitivamente a luta, mesmo que por decisão dividida. Eu estava tendo dificuldade de encontrar a distância ali, o octógono é sempre um pouco escorregadio, mas para poder não resvalar a gente tenta ficar mais próxima possível da adversária para poder conectar os golpes, consegui mais um pouquinho no segundo e no terceiro fui com tudo”, disse Marina.

Questionada sobre uma possível disputa de cinturão em sua próxima luta, a lutadora gaúcha reconheceu que a norte-americana Carla Esparza está à sua frente na preferência, mas enfatizou que terá paciência para esperar a sua oportunidade.

PUBLICIDADE:

“Pedi ali, sei que preciso melhor um pouquinho mais, mostrar uma performance um pouquinho mais convincente. Essa luta foi um pouquinho dura no início para entrar e achar a distância, mas ali (na entrevista no octógono) era minha hora e tinha que pedir, e pedi (a chance de lutar pelo cinturão). Mas sei que vai demorar, já tem uma luta marcada entre Rose (Namajunas) e Carla (Esparza), mas quero ser a próxima de quem ganhar das duas e vai ter tempo para acontecer isso”, finalizou a atleta brasileira.

Atual número três dos palhas, Marina Rodriguez vem embalada por quatro vitórias consecutivas na organização. Desde a sua última derrota, em julho de 2020, para Carla Esparza, a brasileira passou por Amanda Ribas, Michelle Waterson, Mackenzie Dern e Yan Xiaonan. A atleta tupiniquim possui um retrospecto de 16 triunfos, 1 revés e dois empates no MMA profissional.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276