André Sergipano usa luta agarrada, domina Uriah Hall e vence por pontos no UFC 276

Brasileiro faz luta inteligente, sofre poucos riscos e chega em sua nona vitória na carreira

A. Sergipano (dir.) superou U. Hall (esq.) no UFC 276. Foto: Reprodução/Twitter @ufcnews

Representante brasileiro no card preliminar do UFC 276, evento realizado neste sábado (2), André Sergipano fez bonito. Com amplo domínio na luta agarrada sobre Uriah Hall, o mineiro venceu na decisão unânime dos juízes e deve chegar ao top 10 nos médios (até 83,9kg.).

PUBLICIDADE:

Com o novo triunfo, Sergipano chega em sequência de nove vitórias seguidas, sendo quatro no Ultimate. Profissional desde 2009, o brasileiro soma 22 resultados positivos e quatro negativos na carreira.

Veja Também

Hall, por outro lado, segue sem ser finalizado, mas sente o ‘sabor amargo’ da segunda derrota em série. Agora, o ‘Homem Ambulância’ tem 17 triunfos e dez reveses em sua trajetória nas artes marciais mistas.

PUBLICIDADE:

A Luta

Sergipano começou o combate na trocação e acertou bons golpes na curta distância. Acuado no octógono, Hall não conseguiu desenvolver seu jogo e ficou preso na distância do brasileiro, que sentiu o bom momento e apostou na queda. Por cima, André chegou a trabalhar e quase chegou à finalização, mas viu o norte-americano fazer a defesa.

O jogo de grappling, carro-chefe do mineiro, voltou a funcionar na segunda etapa. Com facilidade, Sergipano fez a progressão no solo e chegou à montada. Já Hall só se defendia e aparentava cansaço. Já na reta final, André fez a transição para as costas, além de tentar uma finalização com chave de braço, mas viu o norte-americano explodir.

Sem correr riscos, André voltou a dominar no chão. Por cima, ele acertou bons socos e voltou às costas de Hall, mas optou por não correr riscos, levou a luta para a decisão e saiu com os braços erguidos no duelo contra o ‘Homem Ambulância’.

PUBLICIDADE:

Resultados do UFC 276

CARD PRINCIPAL

Peso médio (até 83,9kg.): Israel Adesanya derrotou Jared Cannonier na decisão unânime dos juízes (49-46, 49-46, 50-45) – Luta pelo cinturão

PUBLICIDADE:

Peso pena: Alexander Volkanovski derrotou Max Holloway na decisão unânime dos juízes (50-45, 50-45, 50-45) – Luta pelo cinturão

Peso médio (até 83,9kg.): Alex Poatan derrotou Sean Strickland por nocaute aos 2m36s do R1

Peso meio-médio (até 77kg.): Bryan Barberena derrotou Robbie Lawler por nocaute técnico (socos) aos 4m47s do R2

Peso galo (até 62,1kg.): Pedro Munhoz x Sean O’Malley terminou ‘Sem Resultado’ após golpe ilegal (dedo no olho)

CARD PRELIMINAR

Peso leve (até 70,3kg.): Jalin Turner derrotou Brad Riddell por finalização (guilhotina) aos 45s do R1

Peso leve (até 70,3kg.): Jim Miller finalizou Donald Cerrone com uma guilhotina a 1m32s do R2

Peso meio-médio (até 77kg.): Ian Garry derrotou Gabe Green na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso médio (até 83,9kg.): Dricus Du Plessis derrotou Brad Tavares na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso médio (até 83,9kg.): André Sergipano derrotou Uriah Hall na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso mosca (até 52,7kg.): Maycee Barber derrotou Jessica Eye na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 30-27)

Peso galo (até 61,2kg.): Julija Stoliarenko derrotou Jéssica Rose-Clark por finalização (chave de braço) aos 42s do R1

Podcast #74: O Adeus trágico a Leandro Lo +Derrotas brasileiras no UFC Vegas 59