Pedro Munhoz sofre dedo no olho e luta com Sean O’Malley termina ‘sem resultado’ no UFC 276

Brasileiro não consegue seguir no embate após sofrer dedo no olho e luta termina 'sem resultado' na abertura do card principal

Luta entre S. O’Malley (esq.) e P. Munhoz terminou ‘sem resultado’ no UFC 276. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

A abertura do card principal do UFC 276, evento realizado neste sábado (2), terminou de um jeito amargo. No segundo round, enquanto o duelo seguia equilibrado, o brasileiro sofreu um dedo no olho de Sean O’Malley e não teve condições de seguir na luta. Após atendimento médico, o árbitro Jason Herzog julgou como não-intencional e declarou o embate como ‘sem resultado’.

PUBLICIDADE:

Assim, Pedrinho não consegue voltar a vencer na organização e vive série de três lutas – duas derrotas e um ‘no contest’. Ele soma 19 triunfos, sete reveses e uma luta ‘sem resultado’.

Já O’Malley não consegue dar um salto na categoria dos galos (até 61,2kg.) e tem 15 resultados positivos e um negativo, além do desfecho frustrante no UFC 276.

PUBLICIDADE:

A Luta

Os dois atletas começaram chutando baixo. O’Malley media a distância para entrar no raio de ação, enquanto que Munhoz visava a aproximação por combinações. Pedro chutava bem na panturrilha e via o rival ficar mais estático no octógono. Sean, por sua vez, provocou o brasileiro e chegou a acertar golpes na linha da cintura antes do final do round.

Com estilo plástico, O’Malley emplacou o maior número de golpes no início do assalto, além de achar bem a distância com socos e chutes retos. Em tentativa de se aproximar para golpear, Pedro recebeu uma dedada no olho e, após avaliação de médico e não seguiu no embate.

Robbie Lawler começa bem, mas sente cansaço e é nocauteado em pé por Bryan Barbarena

B. Barbarena (dir.) nocauteou R. Lawler (esq.) no UFC 276. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

PUBLICIDADE:

Sensacional! Em combate de veteranos no card principal do UFC 276, Robbie Lawler fez luta marcada pela trocação franca, mas acabou derrotado por Bryan Barbarena no segundo round. O ex-campeão dos meio-médios (até 77kg.) foi nocauteado em pé e sequer deu entrevista no octógono.

O combate começou forte, com grande trocação franca entre os atletas. Lawler marcava a distância e feria Barbarena junto à grade. Bryan, no entanto, não deixava barato e contragolpeava com frequência. A luta seguiu em alto nível na curta distância, com ambos os atletas sendo feridos até o final do round.

PUBLICIDADE:

O ritmo não diminuiu. Ainda sobre grande controle e pressão, Lawler ‘sobrava’ com combinações no raio de ação. Barbarena, que seguia em sua postura, deixou de apostar na grade depois de sangramento no nariz e foi para o ‘tudo ou nada’, fazendo Robbie sentir. Bryan, de forma espetacular, se recuperou e nocauteou, em pé, o ex-campeão.

Lawler, agora, acumula um retrospecto de 29 vitórias, 16 derotas e uma luta ‘sem resultado’. Já Barbarena tem um cartel de 18 triunfos e oito reveses.

Jalin Turner vence Brad Riddell com finalização relâmpago no encerramento do card preliminar

J. Turner usou a guilhotina para superar B. Riddell. Foto: Reprodução/Instagram @ufc.

Não deu nem para suar. No encerramento do card preliminar, Jalin Turner deu um verdadeiro show no embate diante de Brad Riddell. Após início forte na trocação, o norte-americano utilizou o jiu-jitsu para superar o neozelandês com uma guilhotina no primeiro round. O duelo foi válido pela divisão dos leves (até 70,3kg.).

Com isso, Turner chega em sua quinta vitória seguida. Contratado pelo ‘Contender Series’, o norte-americano conta com um cartel de 11 triunfos e dois reveses.

Já Riddell se complica na organização e sofre sua segunda derrota seguida. O neozelandês, que já chegou a viver bom momento na empresa, tem um cartel de dez resultados positivos e três negativos.

Resultados do UFC 276

CARD PRINCIPAL

Peso médio (até 83,9kg.): Israel Adesanya derrotou Jared Cannonier na decisão unânime dos juízes (49-46, 49-46, 50-45) – Luta pelo cinturão

Peso pena: Alexander Volkanovski derrotou Max Holloway na decisão unânime dos juízes (50-45, 50-45, 50-45) – Luta pelo cinturão

Peso médio (até 83,9kg.): Alex Poatan derrotou Sean Strickland por nocaute aos 2m36s do R1

Peso meio-médio (até 77kg.): Bryan Barberena derrotou Robbie Lawler por nocaute técnico (socos) aos 4m47s do R2

Peso galo (até 62,1kg.): Pedro Munhoz x Sean O’Malley terminou ‘Sem Resultado’ após golpe ilegal (dedo no olho)

CARD PRELIMINAR

Peso leve (até 70,3kg.): Jalin Turner derrotou Brad Riddell por finalização (guilhotina) aos 45s do R1

Peso leve (até 70,3kg.): Jim Miller finalizou Donald Cerrone com uma guilhotina a 1m32s do R2

Peso meio-médio (até 77kg.): Ian Garry derrotou Gabe Green na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso médio (até 83,9kg.): Dricus Du Plessis derrotou Brad Tavares na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso médio (até 83,9kg.): André Sergipano derrotou Uriah Hall na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso mosca (até 52,7kg.): Maycee Barber derrotou Jessica Eye na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 30-27)

Peso galo (até 61,2kg.): Julija Stoliarenko derrotou Jéssica Rose-Clark por finalização (chave de braço) aos 42s do R1

Podcast #74: O Adeus trágico a Leandro Lo +Derrotas brasileiras no UFC Vegas 59



Resultados do UFC San Diego Resultados da PFL 8 2022 Principais destaques do UFC San Diego Principais destaques da PFL 8 2022 Ranking dos meio-pesados do UFC